Notícias: 2017 / 2016 / 2015

NOTÍCIAS

17.08.2018

Lei 13.491/17 (Polícia Judiciária Militar) - Nota Técnica da FENEME

A Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (FENEME), através de Nota Técnica, esclarece pontos divergentes sobre a Lei nº 13.491/17 e as consequências de sua aplicabilidade pelas autoridades de Polícia Judiciária Militar dentro do amplo e atual conceito de crimes militares.

NOTA TÉCNICA LEI 13.491/17 – Clique aqui

 

17.08.2018

Em Teresina (PI), FENEME participa de Fórum sobre Termo Circunstanciado


Com o apoio da Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (FENEME) a Associação de Oficiais Militares Estaduais do Piauí (AMEPI) realizou no dia 08.08.2018 o I Fórum Estadual sobre o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), que contou com palestra do Coronel PMESP Elias Miler da Silva, Diretor de Assuntos Legislativos e Advogado da FENEME, sobre a respeito da competência da Polícia Militar para lavrar TCO e do Coronel PMSC Marcello Martinez Hipólito, Assessor Institucional da Presidência da FENEME, sobre a experiência da PM de Santa Catarina na elaboração do TCO.

No dia seguinte os Oficiais palestrantes foram recebidos pelo Comandante-Geral da Polícia Militar do Piauí e pelo Secretário de Segurança Pública, bem como pelo Procurador-Geral de Justiça do MPPI para audiência, versando sobre os temas acima dentre outros de interesse das Instituições Militares Estaduais, de seus militares integrantes e da própria sociedade.

Fonte: FENEME

 

17.08.2018

Termo Circunstanciado de Ocorrência: Folha de SP repercute opinião da FENEME

Na edição do dia 09.08.2018, o jornal Folha de São Paulo publicou matéria com o título: “Interventores reveem planos e acirram embate entre polícias”,repercutindo opinião e manifestação da Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (FENEME) realizada através de seu Presidente, Coronel Marlon Jorge Teza.

Mais uma vez uma classe interfere para que a Polícia Militar do Rio de Janeiro não realize o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) nos delitos de menor potencial ofensivo, olhando somente para si, esquecendo da população. Lamentável sob todos os aspectos.

Fonte: FENEME

Clique aqui e leia a matéria completa

 

13.08.2018

Ministério Público aponta defasagem no efetivo da PMERJ

O Ministério Público, em sua primeira vistoria no período de Intervenção Federal no Rio de Janeiro, constatou que o efetivo atual da Polícia Militar é de 21.043 militares. Porém, o ideal, previsto no Quadro de Distribuição de Efetivo da Corporação, aponta que para contar com um bom patrulhamento seriam necessários 36.206 homens. Ou seja, o número de agentes está 42% abaixo do previsto.

Clique aqui e leia a matéria completa.

 

13.08.2018

CBMERJ divulga balanço dos serviços prestados em 2017

123 voltas em torno do globo terrestre. Você sabe quantos quilômetros seriam necessários percorrer? O número é equivalente ao que foi percorrido pelas viaturas do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ), um total de 4 milhões 910 mil e 907 quilômetros para salvar vidas.

Isso é um dos destaques do anuário de 2017 da Corporação em 2017, divulgado recentemente. Outro dado significativo é em relação aos salvamentos marítimos. Somente no ano passado, foram 41.555 vítimas socorridas em todo o Estado. Isso equivale a população da cidade de Paraty  Em relação aos atendimentos de forma geral, são cerca de 943 por dia.

De acordo com os dados da Corporação, a maior parte das solicitações acontecem entre 17h e 19h, horário considerado do rush do Estado. Das 51.520 vítimas de trânsito assistidas pelos bombeiros em 2017, 47% estavam pilotando motocicletas, a maioria de homens jovens. Na área de segurança contra incêndio e pânico, o CBMERJ emitiu 55.309 certificados e autorizações.

O anuário do Corpo de Bombeiros registrou socorros realizados, efetivos e também materiais empregados no dia a dia da Corporação. Ao todo, durante o ano de 2017, foram 344 mil e 112 atendimentos em todo o Estado.

Fonte: BandNewsFMRio

Clique aqui e veja o Anuário do CBMERJ

 

08.08.2018

PMERJ e Bombeiros participam de acordo para abrir Colégio em Duque de Caxias

Duque de Caxias vai ganhar um Colégio para filhos de Policiais Militares e Bombeiros. O Prefeito Washington Reis cederá o imóvel, o mobiliário e arcará com as despesas de custeio da unidade, que receberá mais de dois mil estudantes de toda a Baixada Fluminense. As aulas já começarão no ano letivo de 2019. Diretores e professores serão militares das duas instituições.

As negociações para a abertura do Colégio, conduzidas pelo Deputado Flávio Bolsonaro, começaram há meses. Mas o acordo foi devidamente amarrado numa reunião, com o Prefeito e as cúpulas da PM e do Corpo de Bombeiros.

Fonte:Coluna "Extra, Extra"/ Berenice Seara

 

07.08.2018

PMERJ garante atendimento  psicológico aos policiais em licença psiquiátrica

Após determinação da Intervenção Federal de revisar a situação de Policiais Militares afastados de suas atividades por questões de saúde mental, a Polícia Militar divulgou que os policiais reavaliados receberão acompanhamento psicológico. O mutirão já começou, e os policiais afastados das ruas por questões psiquiátricas serão examinados por juntas de saúde compostas por médicos oficiais da PM e das Forças Armadas. Após o exame, eles serão encaminhados para o Programa de Acolhimento e Promoção de Saúde Mental para Policiais Militares.

De acordo com a PM, devem ser feitas em torno de 30 avaliações por dia, e o processo será concluído até o fim do ano. "Desse grupo de três mil policiais, cerca de 80% estão afastados do serviço por Licença de Tratamento Saúde (LTS) expedida pela área de psiquiatria. O grupo restante está classificado na categoria Apto C, ou seja, policiais que não podem portar armas, mas estão liberados para desempenhar funções administrativas", explica a nota da Corporação.

As juntas médicas serão instaladas na Seção de Perícia Médica, em Sulacap, Zona Oeste do Rio, e os psicólogos que os atenderão depois estarão de plantão no mesmo local. A PM garantiu que os agentes que precisarem terão acompanhamento psicológico permanente, e serão encaminhados para o ambulatório de psicologia mais próximo de casa. O programa prevê também a criação de oficinas de terapia ocupacional.

Na última quarta-feira (1), foi publicado o decreto do Interventor Federal, General Braga Netto, no Diário Oficial do Estado, determinando a reavaliação. O Gabinete de Intervenção justificou a medida dizendo que houve um “aumento considerável” no número de afastamentos por questões de saúde relacionadas à psiquiatria de agentes da Corporação. Ainda de acordo com o Gabinete, “a Diretoria Geral de Saúde (DGS) se encontra no atual momento com déficit de oficiais médicos psiquiatras, o que dificulta o processamento de inspeções de saúde e renovações de licenças para tratamento de saúde.”

Fonte: PMERJ

 

06.08.2018

PMs viram alvo de sequestros no Rio de Janeiro 

Em entrevista à Radio CBN Rio, Presidente da AME/RJ, vê ação orquestrada em sequestros de PMs no Estado

Nos últimos meses, nossos, Policiais Militares do Rio de Janeiro estão sendo vítimas de sequestro. E com uma desvantagem adicional: ao serem identificados como agentes de segurança pública são executados sumariamente. O episódio mais recente foi o do Cabo Samuel Ribeiro. O militar foi encontrado carbonizado dentro de um carro em São Gonçalo, na região Metropolitana do Rio. Ele estava desaparecido quando deixou sua esposa em casa, e saiu para abastecer o seu carro. Além de Samuel, outros três policiais foram sequestrados no Estado em menos de um mês.

Em entrevista à Rádio CBN Rio, realizada no dia 25/07/18, o Presidente da AME/RJ, Coronel Fernando Belo, disse que não há coincidência entre os recentes casos registrados no Rio. Segundo ele, os policiais são 'caçados' pelos bandidos e pagam com a própria vida quando são identificados por eles.

Confira os principais trechos da entrevista do Presidente da AME/RJ:

Não considero coincidência (sequestro e morte de PMs), porque vivemos hoje uma realidade muito cruel: a caça por bandidos a Policiais. Policiais que são verdadeiros Guerreiros da Paz, defensores da sociedade.”

“Cada Policial assassinado significa uma agressão à própria sociedade, mas ela não se dá conta disso.”

“O caso Marielle, por exemplo, deve ser apurado com todo o rigor da lei. No entanto, é dada uma atenção (ao caso Marielle) que não é a mesma dada aos policiais. Já são mais de 60 PMs mortos neste ano. Não vejo nenhum membro dos Direitos Humanos se voltando em benefício de uma família de PM morto. Eles (membros dos Direitos Humanos), hipocritamente, vivem para defender os maus.”

“Quando um PM é identificado, certamente já está condenado pela bandidagem a pagar com sua vida. Há no Rio de Janeiro uma orquestração marginal em todas as esferas, civil e militar.”

“A Polícia Militar vem adotando procedimentos para evitar a vitimização de seus agentes. O Comandante-Geral da Corporação, em sua rede social interna, envia diariamente uma mensagem instruindo o Policial na sua forma de agir, estando ele em serviço ou de folga. Há também uma formatura semanal em todos os batalhões, para que os Comandantes conversem com sua tropa, instrua o ‘modus operandi’ de procedimento individual.”

“Da mesma forma que a imprensa, a sociedade e os esquerdistas de um modo geral cobram com rigor a prisão dos assassinos de Marielle, que tenham a decência e se voltem também na defesa dos nossos PMs, que dão sua vida para defender a sociedade, que por sua vez não respeitam e nem reconhecem o seu trabalho.”

“A Intervenção (Federal) está fazendo o papel dela dentro das suas possibilidades. O Governo Federal diz que o dinheiro está liberado, mas nunca chega. Há na PM uma defasagem de 20 mil homens! Mas  o ex-Governador deixou o Estado falido, humilhado, de joelhos".

“Não há uma área do Rio de Janeiro onde o PM possa transitar sem perigo. Hoje o crime tomou conta do Estado, lamentavelmente. Durante 10 anos tivemos 9 mil PMs designados para as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Não bastasse já a defasagem que havia nos batalhões, nesse período formam-se mais 3 mil homens para completar o efetivo de 12 mil nas UPPs. Batalhões que dispunham de 1.500 homens, hoje estão com 350; batalhões com 900 homens, hoje reduzidos a 150. Qual é o resultado disso? A falta de Policiais nas ruas. E no lugar deles quem assume é o marginal.”

A entrevista completa pode ser acessada em http://cbn.globoradio.globo.com/media/audio/200529/representante-de-oficiais-ve-acao-orquestrada-em-s.htm ou no site da AME/RJ, na parte “Vídeos/Entrevistas”.

 

03.08.2018

Hospital da PM, mais uma vítima da crise financeira do Estado

Criado há mais de 40 anos para atender PMs e seus familiares, o Hospital Central da Corporação (HCPM) não dispõe de  material básico para atendimento, como gazes e luvas. Salas de exames estão fechadas há três anos, com aparelhos quebrados, e pacientes são redirecionados a unidades conveniadas para procedimentos. A falta de profissionais também é um problema. Em uma enfermaria do HCPM existem 37 pacientes internados. Para cuidar desses doentes, apenas três técnicos de enfermagem. O ideal seria pelo menos 10.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

02.08.2018

Servidor: STF restaura contribuição previdenciária de 14%

O Ministro Dias Toffoli, que ocupa de forma provisória a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF), acatou o pedido de suspensão de liminar feito pela Procuradoria-Geral do Estado do Rio (PGE-RJ) e derrubou a decisão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) que suspendeu a elevação da contribuição à Previdência, de 11% para 14%, feita por todos os Servidores Públicos do Estado.

Desta forma, segue valendo o desconto de 14% aprovado pela Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ) em maio de 2017, e implementado pelo Estado a partir de setembro do mesmo ano. A decisão de Tóffoli seguiu o pedido feito pelo Estado do Rio, que alegou grave ameaça à saúde fiscal diante do prejuízo na arrecadação. O TJ-RJ suspendeu a elevação no dia 9 de julho. A redução da taxação, porém, não foi implementada na prática, pois o próprio tribunal não publicou todos os acórdãos da decisão.

Clique aqui e leia a íntegra da decisão do STF

 

02.08.2018

Instituto Ideal Brasil: últimas notícias


Equipe de Atletismo Sub-20, em Bragança Paulista (SP)

Ao Presidente da AME/RJ Cel. PM. Carlos Fernando Ferreira Belo

A/C Vice-Presidente Administrativo Cel. PM. José Maria de Oliveira (Extensivo à Equipe)

Prezados Senhores,

Mais uma vez, é com grande satisfação que comunicamos as últimas atuações dos nossos alunos-atletas do Projeto NDA – Núcleo Desportivo de Atletismo do Instituto Ideal Brasil, em parceria com a AME/RJ, nas competições estadual e nacional.

Dentro dos nossos objetivos desportivos e sociais e segundo o provérbio chinês “Um imagem vale mais que mil palavras.” O Instituto Ideal Brasil participou do CAMPEONATO ESTADUAL SUB-20, onde competimos nas provas de corridas de velocidade, corridas com barreiras, Salto em Distância, Salto em Altura, Salto Triplo, Salto com Vara, Lançamento do Disco, Lançamento do Dardo, Lançamento do Martelo, Arremesso do Peso e nos Revezamentos 4 x 100m e 4 x 400m.

Tivemos vários alunos-atletas que conquistaram pódio, quais sejam:

- João Pedro Silva de Azevedo – VICE-CAMPEÃO na prova do SALTO TRIPLO;

- Felipe Costa Couto - 3º LUGAR nos 1000M;

- Lucas Freitas Sales do Espírito Santo - 2º LUGAR no LANÇAMENTO DO DARDO;

- Luiz Constantino VICE-CAMPEÃO no SALTO COM VARA;

- Ian Nogueira da Silva – 3º LUGAR no SALTO COM VARA;

- Leonardo Sales do Espírito Santo – 3º LUGAR no DECATLO.

Participamos também com 11 (onze) alunos-atletas do Campeonato Brasileiro de Atletismo SUB-20, em Bragança Paulista/SP. Foram 124 equipes de todo o Brasil com mais de 700 atletas participando.

Neste campeonato não tivemos pódio, porém tivemos nossos alunos-atletas participando e ganhando experiência numa competição nacional. Costumamos dizer que numa primeira ou segunda vez o ditado é “Vim, vi e aprendi.” Para somente depois dizer “Vim, vi e venci.”

Todavia, a troca de conhecimento entre os atletas das diversas regiões do Brasil, cada qual com suas características, enriquecem e são experiências vivenciadas, pois trocam impressões sobre suas diferentes realidades, e alicerçam o provérbio chinês acima citado, contribuindo para o amadurecimento do jovem, tanto social, quanto desportivamente.

O Instituto Ideal Brasil vem economizando verba desde o início do ano, para que tenhamos condições de oportunizar a participação de nossos alunos-atletas em competições nacionais que irão acontecer neste segundo semestre, tais como o TROFÉU BRASIL DE ATLETISMO, Bragança Paulista/SP e o CAMPEONATO BRASILEIRO SUB-16, em Fortaleza/CE, ambos em Setembro/18.

Noticiar aos senhores sobre nossas participações nas competições estaduais e nacionais é o mínimo que podemos fazer em gratidão a nossa parceria, por meio da qual podemos continuar perseverando nesta missão árdua, porém muito gratificante ao constatarmos os belos resultados sociais junto aos nossos jovens.

Seguem algumas fotos.

Muito obrigado.

Professor Ormandino Rodrigues Barcelos
Diretor de Esportes e Coordenador do Projeto NDA
Treinador Responsável pela Equipe Ideal Brasil

Rosana Sodré Pazolini
Presidente


Atleta Felipe Couto


Atletas João Pedro e Luiz Octávio


Atletas Luiz Constantino e Ian Nogueira

 

02.08.2018

Governo do Rio: regras de recenseamento e prova de vida de servidores estaduais

O Governo do Estado do Rio divulgou as regras do recenseamento e da prova de vida de Servidores Ativos, Inativos (incluindo os militares da reserva remunerada e os militares reformados) e Pensionistas do Rio, cujos benefícios são geridos pelo Rioprevidência. A ideia de atualizar os dados cadastrais e melhorar o controle de pagamento dos benefícios.

Segundo o Decreto 46.375, o recenseamento do pessoal da Ativa é obrigatório e de responsabilidade dos segurados. Neste caso, os respectivos órgãos de Recursos Humanos dos setores onde os servidores estão lotados também são responsáveis por essa atualização de dados.

Os servidores inativos e os pensionistas deverão realizar a prova de vida anualmente, no mês de seu aniversário, como já é feito hoje. Para isso, o interessado deverá se dirigir à agência da instituição financeira pagadora de seu benefício, de acordo com calendário divulgado pelo Rioprevidência. O procedimento poderá ser feito num equipamento de autoatendimento, numa transação com reconhecimento biométrico. Aqueles que não comparecerem terão seus pagamentos suspensos. A instituição financeira deverá fornecer um comprovante de que a operação foi realizada.

Caso a comprovação de vida seja feita posteriormente, o pagamento será restabelecido, com reposição dos valores que deixaram de ser pagos durante o período de suspensão. Caso o Inativo ou o Pensionista more fora do país, a prova de vida poderá ser feita com a apresentação do atestado de vida numa representação diplomática brasileira ou por meio de um representante legal no Brasil.

Caso o segurado não possa comparecer.O recenseamento dos Ativos e a comprovação anual de vida dos Inativos e Pensionistas deverão ser feitos pessoalmente, salvo nas hipóteses de ser um Pensionista for menor de idade ou de ser um segurado com doença grave ou dificuldade de locomoção, desde que a situação seja devidamente comprovada. A ressalva se aplica também aos casos de incapacidade declarada judicialmente.

Caso o recadastramento ou a prova de vida sejam feitos por um representante legal do Servidor Ativo, Inativo ou Pensionista, a procuração deverá ser constituída mediante instrumento público, com data inferior a três meses, conferindo ao procurador poderes específicos para representar o interessado neste caso.

O Servidor Ativo, Inativo e Pensionista — ou seu representante legal — que prestar informação falsa ou incorreta será responsabilizado penal e administrativamente.

Fonte: Extra


 

31.07.2018

Caça aos policiais no Rio 

Já são 63 o número de Policiais Militares assassinados no Rio de Janeiro neste ano.  Mais informações em: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/07/capitao-da-pm-e-morto-no-rio-ja-sao-63-pms-mortos-esse-ano.shtml

Eles dizem que não, mas o poder público perdeu o controle no combate à violência no Rio de Janeiro. Saímos para trabalhar sem saber se vamos voltar vivos. Os nossos policiais, especialmente os militares, são caçados deliberadamente pela bandidagem. Nos cobram impostos com gosto, mas não garantem a tranquilidade do nosso ir e vir. A liberdade de viver sem medo é um Direito Universal, mas que não se aplica no nosso Estado. Lamentável!

 

27.07.2018

Gesto nobre: Policial ajuda morador de rua para conseguir emprego

Um policial foi bastante elogiado por ajudar um morador de rua, nos Estados Unidos, a fazer a barba para uma entrevista de emprego. Tony Carlson, do Departamento de Polícia de Tallahassee, na Flórida, foi filmado por um transeunte, barbeando o sem-teto do lado de fora do posto de gasolina.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

24.07.2018

Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais: 210 Capitães da PMERJ serão capacitados

Contrato firmado entre o Comando-Geral da PM do Rio de Janeiro e a Fundação Getúlio Vargas (FGV), para a realização do Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (CAO), vai garantir a formação de 210 Capitães ao longo dos próximos cinco anos. Entre 2018 e 2022, 42 Capitães serão capacitados para funções de Estado-Maior nas diversas organizações militares da Corporação.

Clique aqui e leia a matéria completa.

 

23.07.2018

Rio recorre ao STF para manter taxa de 14% sobre salário do servidor

O Governo do Rio de Janeiro cumpriu a promessa. Na última sexta-feira (20), a Procuradoria-Geral do Estado protocolou junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), pedido de suspensão de tutela provisória para sustar a decisão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) que concedeu liminar para invalidar o desconto de 14% feito para a Previdência sobre os salários dos Servidores Públicos Estaduais. O pedido foi feito sob a argumentação de que a decisão estadual fere a ordem pública. Por ter sido protocolado no plantão judicial, o caso poderá ser avaliado pela Presidente do Corte, Ministra Cármen Lúcia. A previsão de integrantes do Estado é de que uma decisão saia já no início da próxima semana.

No último dia 9 de julho, os Desembargadores do Órgão Especial do TJ-RJ aceitaram os pedidos feitos por representações de Servidores Estaduais e concederam liminar para suspender o aumento da alíquota previdenciária, que passou de 11% para 14%, em função de lei aprovada pela Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ), em maio de 2017.

O Relator do caso, Desembargador Fábio Dutra, considerou o fato de os Servidores estarem sendo "nitidamente prejudicados" pela má gestão do Estado, e o peso causado pelo aumento da contribuição sobre as rendas mensais. O desconto ao Rioprevidencia é aplicado sobre todos os Servidores Ativos do Estado, além dos Aposentados e Pensionistas que recebem acima do teto do INSS, de R$ 5.645,80

Fonte: Extra

 

20.07.2018

PL nº 5488/16: Solicitação urgente para coleta de assinaturas

Mensagem do Coronel Marlon Jorge Teza, Presidente da Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (FENEME), sobre o Projeto de Lei (PL) nº 5488/16, que altera o Estatuto dos Guardas Municipais (Lei 13.022/14) para permitir que os guardas também possam ser chamados de policiais municipais. A proposta poderá seguir diretamente para análise do Senado, a não ser que haja recurso para votação pelo Plenário.

"Pl 5488/16 aprovado na CCJ da Câmara - Solicitação urgente de mobilização para coleta de assinaturas para recurso


Prezados da FENEME,

O Projeto de Lei nº 5488/16, que pretende alterar o nome de Guarda Municipal para Polícia Municipal, apesar de esforços não foi o suficiente sendo aprovado agora na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara.

Temos que colher assinaturas urgente em recurso para que passe necessariamente pelo plenário da Câmara, caso contrário seguirá direto ao Senado.

Devemos evitar que isso ocorra!

Diante disso solicito empenho imediato de todos para que consigamos as 51 assinaturas de Deputados (qualquer dos 513 Deputados) necessárias para tal.

Temos cinco (5) sessões de prazo.

Contato com o Coronel PMSC Miler. Ele possui o recurso com a justificativa.

Gratos e vamos à luta.

A Diretoria."

 

18.07.2018

Porta-voz da da PM: “agentes enfrentam problemas nas condições de trabalho”

O Porta-Voz da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, Major Ivan Blaz, reconheceu que os PMs enfrentam sérios problemas nas condições de trabalho, após denúncias de falta de limpeza e de coletes à prova de bala adequados. Segundo ele, “É um grande desafio lidar com as demandas emergenciais da Segurança Pública e também na logística.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

13.07.2018

Desconto previdenciário: Governo ainda não foi notificado

Desconto volta a ser de 11% assim que Estado do Rio for notificado de decisão

O desconto previdenciário do Funcionalismo Estadual voltará a ser de 11% assim que o Governo for notificado sobre liminar do Judiciário do Rio — o mais provável é de seja no salário de julho, pago em agosto. O Órgão Especial do Tribunal de Justiça (TJ-RJ) derrubou a alíquota de 14% acolhendo pedidos feitos em ações das Federações das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos (FASP); Sind-Justiça; Sindicato dos Profissionais de Educação (SEPE); e Deputado Flávio Bolsonaro. A Procuradoria Geral do Estado (PGE-RJ) já informou que vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Advogado que assinou a ação da FASP, Carlos Jund, disse que mesmo que o STF venha autorizar o aumento de alíquota para os estados, “o Estado do Rio não tem condições de implementar essa cobrança porque não tem estruturação contábil para isso (comprovar essa necessidade)”.

Fonte: O Dia

 

13.07.2018

As principais vacinas que os adultos devem tomar

Vacina é um assunto só de criança? É possível o adulto ter tido a doença quando pequeno e não correr risco de contraí-la, em uma determinada idade? Não é bem assim.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

10.07.2018

Suspensão da alíquota de 14% não ameaça plano do Rio, afirma CSRRF

O Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal (CSRRF)informou que irá aguardar os desdobramentos judiciais para definir sua avaliação quanto à redução do desconto dos servidores à Previdência. Os supervisores destacaram, porém, que a frustração de receita não acarreta em sanções ao Estado — como, por exemplo, o fim do regime. O máximo que poderá acontecer é a adoção de medidas adicionais para compensar a receita não realizada.

Veja o posicionamento do CSRRF quanto a suspensão do desconto de 14%:

” O Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal (CSRRF) irá aguardar os desdobramentos da decisão judicial. Do ponto de vista dos efeitos financeiros, não existem sanções associadas para o caso de haver frustração de receita de uma medida individual. No entanto, em seu monitoramento, o Conselho de Supervisão avalia a necessidade de serem adotadas medidas adicionais por parte do Estado”.

Fonte: Extra

 


10.07.2018

Rioprevidência: Estado vai recorrer da decisão que vetou desconto de 14%

Logo após o julgamento do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), realizado ontem (9), a Procuradoria-Geral do Estado (PGE-RJ) informou que irá recorrer da decisão. O caso será levado ao Supremo Tribunal Federal (STF). Na avaliação dos Procuradores do Estado, a tendência é que a avaliação dos Desembargadores Estaduais seja revisada, já que a repercussão geral do caso impediu julgamentos quanto ao tema até que o próprio STF avalie o mérito da questão.

— (A decisão) é muito ruim. Vamos recorrer, pois já tem decisão no STF favorável aos 14%. Se existe um Estado que precisa equilibrar a Previdência, esse Estado é o nosso — disse o Governador do Rio, Luiz Fernando Pezão.

Integrantes da PGE-RJ aguardam, após a decisão, a publicação do acórdão do julgamento feito pelo Órgão Especial para saber o que foi definido pelos desembargadores. Com o acórdão em mãos, é que o recurso será protocolado do STF.

Liminar não prevê a devolução do que já foi descontado. A decisão de suspender o aumento, de 11% para 14%, não tratou de aspectos como a possível devolução do que já foi descontado dos servidores. Isso só será avaliado no julgamento do mérito das ações de inconstitucionalidade.

Fonte: Extra

 

10.07.2018

TJ-RJ suspende aumento na contribuição previdenciária para servidores estaduais

O Judiciário do Rio de Janeiro derrubou a alíquota previdenciária de 14% cobrada pelo Governo Estadual a todas as categorias. O Órgão Especial do Tribunal de Justiça (TJ-RJ) atendeu ao pedido pelo fim do aumento da contribuição feito em quatro ações sobre o tema — movidas pela FASP, SEPE, SIND-JUSTIÇA e Deputado Estadual FLÁVIO BOLSONARO. A Procuradoria Geral do Estado (PGE-RJ) informou que vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Os Desembargadores do Colegiado apontaram a falta de cálculo atuarial, o princípio da irredutibilidade dos vencimentos, entre outras alegações. A maioria do Colegiado acompanhou o voto do relator, Desembargador Fábio Dutra.

O aumento da contribuição — antes, a alíquota era de 11% — já estava valendo para todas as categorias, sem distinções de Poderes. Já o mérito das ações não será julgado pelo Judiciário estadual, tendo em vista que há um caso de repercussão geral no Supremo. Assim, o STF ainda analisará o tema e dará a palavra final sobre a constitucionalidade do aumento da contribuição para a previdência em todos os estados. O Órgão Especial do Tribunal decidiu, então, apenas suspender as ações principais e conceder a liminar.

O desconto ao Rioprevidencia é aplicado sobre todos os Servidores Ativos do Estado, além dos Aposentados e Pensionistas que recebem acima do teto do INSS, de R$ 5.645,80. No caso da folha de maio, por exemplo, mais de 270 mil funcionários foram taxados em 14%.


Fonte: O Dia

 

09.07.2018

FENEME participa de evento nacional de Assessores parlamentares da PRF

De 18 a 21 de junho de 2018, em Maceió (AL), foi realizado o 1° Encontro de Assessores Parlamentares (ASPAR) da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O evento reuniu assessores parlamentares da PRF de praticamente todas as regionais. O objetivo foi ampliar e nivelar os conhecimentos, fortalecer a estrutura de assessoramento e o consequente fortalecimento da Instituição.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

06.07.2018

Lei que garante aposentadoria para militares expulsos é aprovada na ALERJ

A Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ) aprovou a Lei 8.016/18, do Deputado Paulo Ramos, que determina que os Policiais Militares e Bombeiros inativos excluídos dos quadros de suas corporações poderão continuar a receber os proventos já concedidos durante a carreira. A lei foi publicada no Diário Oficial da última terça-feira (3)

O Deputado Paulo Ramos afirmou que a lei tem o objetivo de compatibilizar a situação dos militares com aquilo que diz a Constituição Federal.

"Diferentemente de qualquer trabalhador ou de qualquer outro servidor civil, os militares são os únicos que podem ser excluídos da aposentadoria mesmo tendo contribuído por 30 anos. O que a lei garante é que o militar aposentado receba sua aposentadoria se ele contribuiu. Mas, se ele cometer um crime, ele será punido e pagará por isso. Mas, sem perder direito ao benefício que ele pagou para ter", disse o parlamentar.

Segundo a Polícia Militar, a lei promulgada confirmou várias decisões judiciais neste sentido, já que a remuneração do PM na reserva ou reformado é fruto de sua contribuição previdenciária ao longo de sua carreira.

"Fato é que, mesmo na reserva ou reformado, o Policial Militar, após o processo legal e ampla defesa, pode ser excluído da corporação, sem que perca o benefício de sua aposentadoria", diz a corporação em nota. 

Entretanto, a PM não respondeu quantos policiais serão beneficiados com a medida, nem quanto será gasto para arcar com esses salários.  Já o Corpo de Bombeiros informou que cumprirá o que determina a lei e também não respondeu aos demais questionamento desta reportagem.

Lei polêmica. A Lei 8.016/18 chegou a ser vetada pelo Governador Luiz Fernando Pezão, mas o veto foi derrubado na semana passada, Segundo o Governador afirma a medida é inconstitucional por "vício de iniciativa", isto é, o texto deveria ter sido proposto pelo Poder Executivo, se fosse o caso, já que é dele a responsabilidade sobre a administração estadual. Por outro lado, Pezão considera que o projeto levaria a "privilégio injustificado" aos servidores militares em relação aos civis.

 Atualmente, os militares excluídos perdem suas aposentadorias integrais, e consequentemente, seus eventuais pensionistas também têm o benefício cassado. Passam a ganhar apenas o teto do INSS, como os aposentados que não fazem parte do funcionalismo, de acordo com o Tenente Nilton da Silva, integrante do grupo SOS Polícia. Grupos de PMs e Bombeiros já brigavam pelo fim dessa regra. Caso o PM seja expulso durante a ativa, pode levar seu tempo de serviço e o valor contribuído para o INSS. "Os servidores militares inativos, em caso de exclusão dos quadros das respectivas corporações, preservarão os direitos à percepção dos proventos já concedidos", diz o texto da lei.

Para os servidores das corporações, a lei iguala os direitos dos militares aos civis: uma vez aposentados, outros profissionais não perderão suas aposentadorias como servidores se cometerem crimes já fora de suas funções, por exemplo.

A gente entende que ele (o militar) possa perder o cargo como policial, mas ele não pode perder os honorários dele - afirma o tenente Nilton da Silva, que não é favorável tampouco à sanção administrativa aos inativos, uma vez que não exercem mais seus cargos. - Se ele comete um crime, tem que ser penalizado pelo crime que ele cometeu, é admissível. Mas responder pela transgressão disciplinar também não é mais cabível. Ele é punido duas vezes. Entendo que essa lei é uma vitória.

Mesac Eflaín, presidente licenciado da Associação dos Bombeiros, disse que a categoria apoia a nova lei:

- Porque entendem se você contribuiu durante 30 anos para a previdência, se for expulso ou excluído, você não pode perder sua aposentadoria. Nós não apoiamos a impunidade. O que a gente quer é que a pessoa tenha direito a receber aquilo que ela contribuiu. Se ele cometeu algum delito, ele vai responder por isso em uma prisão ou exclusão, o que a gente entende é que ele vai pagar pelo crime que ele cometeu, mas a família dele não pode ser penalizada.


Fontes: O Dia/O Globo

 


03.07.2018

ALERJ deve cancelar multas de trânsito das Forças de Segurança


De acordo com a Coluna “Extra, Extra”, de Berenice Seara, tramita na Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ) um projeto dos Deputados Bruno Dauaire (PRP), Coronel Jairo (SDD), Flávio Bolsonaro (PSL) e Iranildo Campos (SDD) que propõe o cancelamento de todas as multas de trânsito aplicadas a carros das Polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros, da Secretaria de Administração Penitenciária e do DEGASE.

Dados fornecidos à ALERJ revelam que, juntos, estes órgãos têm nada menos que 30 mil multas não pagas. Segundo a coluna, a proposta já está aprovada.

Os Deputados basearam o projeto num parecer do Conselho Estadual de Trânsito (CETRAN-RJ), de 30 de junho de 2010. Assinado pelo Coronel Antônio Uostom Borges Germano, representante da Polícia Militar, e pelo então Presidente do CETRAN, Antônio Sérgio de Azevedo Damasceno, o parecer é pró-cancelamento.

O Conselho entendeu que as vias públicas são “servidões públicas imprescindíveis ao livre deslocamento das viaturas oficiais” para serviços ou operações de polícia ostensiva e preservação da ordem pública.

Fonte: Extra

 

02 DE JULHO - HOMENAGEM AO DIA DO BOMBEIRO MILITAR

Parabéns, Bombeiros!

Nesta segunda-feira, 02 de julho, comemora-se o “DIA DO BOMBEIRO MILITAR”. A história da Corporação, no Brasil, começou no ano de 1856, quando o então Imperador Dom Pedro II instituiu o Corpo Provisório de Bombeiros da Corte, no Rio de Janeiro.

A AME/RJ agradece e parabeniza a todos os Guerreiros e Guerreiras que lutam, se sacrificam e trabalham para cumprir sua mais nobre missão: salvar vidas!

Segue abaixo uma singela homenagem da AME/RJ para celebrar o 162º aniversário do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro.

Clique aqui

 

29.06.2018

AME/RJ recebe visita de Diretores da FENEME

Na última quarta-feira (27), a AME/RJ teve a honra de receber, para uma visita de cortesia, o Presidente da Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (FENEME), Cel PMSC Marlon Jorge Teza. Participaram ainda o Cel PMSC Abelardo Bridi e o Cel PMSC Marcello Martinez, Diretores da Federação.

“Hoje foi um dia muito especial para a AME/RJ. Tivemos a honra de receber os grandes e verdadeiros guerreiros, graças aos quais, nós, PMs e BMs nos mantemos em pé. Sem eles, essas centenárias Instituições e seus integrantes já se teriam extinguidos. Sem eles, quando da nossa passagem para a inatividade amargaríamos sobreviver com o teto do INSS. Obrigado FENEME. A luta continua”!, disse o Presidente da AME/RJ, Coronel Fernando Belo.


À direita do Cel PM Fernando Belo (AME/RJ) , o Presidente da FENEME, Cel PMSC Marlon. À esquerda, os Diretores Cel PMSC Bridi e Cel PMSC Martinez.

 

29.06.2018

Isso não é normal! Três policias mortos em 48 horas no RJ

Um dia após dois policiais serem assassinados e dois ficarem feridos por dias, a tragédia se repetiu no Rio de Janeiro. O Sargento Jason da Costa Pinheiro, de 42 anos, lotado na UPP no Morro dos Macacos foi atingido na cabeça por traficantes na manhã de ontem (28) durante uma operação que tinha, entre os objetivos, procurar os atiradores que feriram um PM na última quarta-feira, no mesmo bairro. O militar chegou a receber atendimento no hospital do Andaraí, mas não resistiu aos ferimentos. Ainda ontem, outro PM foi ferido dentro do Caveirão em operação na favela do Gogó da Ema, em Belford Roxo. Ele não corre risco de morrer.

O Sargento Jason é o terceiro policial morto em menos de 48 horas no Rio. Com ele, chegou a 68 o número de agentes de segurança assassinados no Estado neste ano, sendo 58 PMs.

Fonte: O Dia

 

26.06.2018

AME/RJ homenageia 'Mãe Policial' por ato heroico

A Associação de Oficiais Militares Estaduais do Rio de Janeiro – AME/RJ – presta uma singela e merecida homenagem a Cabo PMESP KATIA DA SILVA SASTRE, com a outorga da MOÇÃO DE APLAUSO como se vê na presente foto, e o faz com muita honra, pelo merecido valor dessa Guerreira da Paz.

A Cabo Katia ficou nacionalmente conhecida após reagir a um assalto na porta da escola onde estudam suas filhas em Suzano (SP). Na ocasião, a Policial Militar - que tem 42 anos de idade e 20 de Corporação - matou o criminoso, ação que foi fundamental para salvar vidas de pais e crianças que estavam no local. 


Foto: PMESP/Divulgação

Confira a íntegra da Moção:

Moção de Aplauso, outorgada ao Cabo PMESP Katia da Silva Sastre
A Diretoria Executiva da AME-RJ, reunida exclusivamente para deliberar sobre a presente MOÇÃO, a aprova, por unanimidade, e o faz com muita honra, para enaltecer a postura digna e profissional da CBPMESP Katia da Silva Sastre que, mesmo com iminente risco da própria vida, salvou da ação de um facínora, diversas vidas através de um ato de coragem, determinação, mas, sobretudo, com a presença dos princípios da oportunidade e da legitimidade, tudo dentro da mais rigorosa técnica profissional, enquadrada nos legítimos parâmetros prescritos na Lei Penal de Legítima Defesa própria e de outrem. O Cabo PMESP Katia é merecedora, pois, do apreço,  admiração e gratidão dos seus subordinados, pares e superiores hierárquicos e de toda a sociedade, servindo de exemplo a todos nós. Que Deus, em sua infinita bondade, continue a abençoar essa Guerreira da Paz e que o sucesso em sua vida pessoal e profissional seja constante. Aprovado, lavrado e consignado nos anais desta centenária Casa de Defesa dos Valores Policiais Militares e Bombeiros Militar. Rio de Janeiro, 05 de junho de 2018. 

Assinam: José Maria de Oliveira – Cel PM (Vice-Presidente Administrativo), Carlos Fernando Ferreira Belo – Cel PM (Presidente) e José Guilherme de Moraes Neto – Cel BM (Vice-Presidente Social).

 

25.06.2018

Comando da PMERJ condiciona redução de mortes à ação de criminosos

A mensagem do Comandante-Geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Coronel Luís Cláudio Laviano, não é animadora. No último sábado (23), durante a inauguração da sede da Companhia Destacada da Polícia Militar na Mangueirinha, o Comandante foi questionado por O Globo sobre o aumento do número de mortes por intervenção policial desde o início das atividades das Forças Armadas no Estado e a morte por bala perdida, só neste ano, de oito crianças em todo o Rio de Janeiro. À frente da Corporaçãodesde março, ele condicionou a redução dos índices apenas à ação dos criminosos.

— Tem como (reduzir os índices de mortes por intervenção policial e de crianças por bala perdida). Quando começar a parar de entrar armamentos como fuzis no estado, no país. Quando esses marginais entenderem que o enfrentamento às forças de segurança não é o caminho. Quando essas quadrilhas, esses traficantes entenderem que disputar pontos de vendas de drogas com armamento com alto poder de letalidade não é o caminho. Aí vai reduzir — afirmou o Coronel, que ao ser questionado se a ação da Polícia poderia mudar para impactar os índices, continuou:

— Nós já tivemos várias iniciativas, várias ações para tentar. Nós realizamos alterações nos nossos horários de operações, buscamos alternativas nas nossas ações policiais, mas infelizmente essas pessoas insistem. Principalmente, esses jovens que estão muitas vezes evadidos do sistema de ensino. E quem responde por isso? Onde está afamília desse jovem que não sabe muitas vezes onde esse jovem se encontra? Onde está o conselho tutelar que não sabe onde está esse jovem evadido da escola? Lugar de criança, de jovem é na escola.

Entre março e maio deste ano, houve 352 mortes por intervenção policial no Estado — uma taxa 17,3% maior do que a registrada em igual período do ano passado (300). O Globo lembrou ao Comandante ainda que, entre as crianças vítimas de balas perdidas neste ano, havia estudantes, como o adolescente Marcos Vinícius, atingido por tiros no caminho da escola, na Maré, nesta semana.

— Exatamente. Por jovens que deveriam também estar na escola — completou o Comandante.

Não são apenas os números de mortes que apontam a ineficiência da Intervenção Federal na Segurança Pública do Estado. Em fevereiro, foram empregados 32.312 trabalhadores das Forças Armadas em 18 operações integradas com as polícias estaduais em favelas e estradas da Região Metropolitana. Mas, no período de março a maio deste ano, foi reduzida, por exemplo, a apreensão de fuzis em 38,8%, também em comparação com os meses de 2017.

— Certamente, o Policial Militar é um garantidor dos direitos humanos. Se o marginal depuser suas armas e se entregar, o confronto não vai existir. De janeiro a junho, nós temos um número aproximado de 140 fuzis apreendidos. Só fuzis, que são armamentos com alto poder de letalidade, não contando pistolas, revólveres e submetralhadoras. Acho que é um número considerável. Na quinta-feira, por exemplo, tivemos uma grande apreensão em um táxi de cinco pessoas que estavam transportando armamentos em que todos tiveram a vida preservada. Em uma abordagem feita seguindo as regras de segurança, não reagiram, se entregaram, e tiveram a vida preservada. Nossos policiais, nosso treinamento, visam sempre a preservação do maior bem que o ser humano tem: a vida — alegou o Coronel Laviano.

O Chefe do Estado Maior Geral da PMERJ, Coronel Luís Henrique Pires, também estava no evento e ressaltou a melhora de outros índices neste cenário:

— Você observa também que outros índices, como roubos de rua e roubos de veículos estão reduzindo. É fruto do aumento de homens na rua, tanto da Polícia Militar por meio do RAS (Regime Adicional de Serviço) quanto das Forças Armadas. Então esse é um trabalho mais ostensivo, mais preventivo. O cenário é algo a ser ressaltado nesse processo de Intervenção.

Entre as taxas melhores avaliadas estão o aumento da apreensão de drogas (3,4%) e as quedas de roubos de cargas (16,1%), roubos a transeuntes (4,1%) e roubos de veículos (0,6%). 

A sede da Companhia Destacada do 15º BPM na Mangueirinha fica na Vila Centenária, em Duque de Caxias. 

Fonte: Extra

 

25.06.2018

Governo do Rio ignora lei e não paga beneficiários de policiais mortos em serviço

O Estado do Rio de Janeiro instituiu, em junho do ano passado, a oferta de uma pensão em dobro aos beneficiários de Agentes da Segurança Pública mortos em serviço. Apesar de a legislação existir, o Governo tem ignorado a regra, sem aplicar o que está previsto em lei, apesar da aprovação da Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ).

Clique aqui e leia a matéria completa

 

22.06.2018

Crianças têm baixa adesão à vacina da gripe. Campanha termina nesta sexta

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe termina nesta sexta-feira (22) e de acordo com o boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, 9,5 milhões de pessoas que fazem parte do público-alvo ainda não se vacinaram. Destes, 4,4 milhões são crianças menores de cinco anos. Na última semana, as baixas coberturas vacinais registradas acenderam um alerta e o Ministério da Saúde decidiu prorrogar por mais uma semana a campanha. A preocupação da Pasta é com a proximidade do inverno, período de maior circulação dos vírus da gripe. Também é preocupante o número de casos e mortes registrados no Brasil, que já dobraram na comparação com o mesmo período do ano passado.

“A doença não tem cara, ela não manda recado e a melhor forma de evitar a doença é com a prevenção, portanto com se vacinar. Por isso, é importante que todos saibam que a saúde é responsabilidade de todos. Não basta que o Governo Federal disponibilize 60 milhões de doses da vacina é necessário que a população também se interesse em vacinar e que perceba o risco de morte por complicações da gripe”, disse o Ministro da Saúde, Gilberto Occhi, convocando toda a população para a responsabilidade de se vacinar contra a gripe.

Desde o início da campanha, em 23 de abril, 80,7% da população prioritária buscaram os postos de saúde. A meta é vacinar contra a gripe 54,4 milhões de pessoas. Após o fim da campanha, caso haja disponibilidade de vacinas nos Estados e Municípios, a vacinação contra a gripe poderá ser ampliada para crianças de cinco a nove anos de idade e adultos de 50 a 59 anos. O Ministério da Saúde reforça a importância dos estados e municípios continuarem a vacinar contra a gripe os grupos prioritários, em especial, crianças, gestantes, idosos e pessoas com comorbidades, público com maior risco de complicações para a doença.

Até esta segunda-feira (18), 44,8 milhões de pessoas em todo país foram vacinadas. As crianças de seis meses a cinco anos de idade e as gestantes, um dos grupos prioritários mais vulneráveis à gripe, registram o menor índice de vacinação contra a gripe, com cobertura de apenas 65% e 68,9%, respectivamente. Já o público com maior cobertura da vacina contra a gripe, é de professores, com 95,1%, seguido pelas puérperas (94,1%), idosos (88,7%) e indígenas (88,5%). Entre os trabalhadores de saúde, a cobertura de vacinação está em 86,8%. 

A escolha dos grupos prioritários para a vacinação contra a gripe segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Essa definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Fonte: Ministério da Saúde

 

22.06.2018

Corpo de Bombeiros do Rio adota práticas sustentáveis nos quartéis 

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro segue expandindo as ações sustentáveis em seus quartéis. Depois de iniciativas já desenvolvidas em outras unidades – como Gávea, Central, Petrópolis e Grupamento Marítimo de Itaipu (4º GMar) – o Destacamento do Fundão (1/19) também aderiu ao projeto e já conta com uma horta e coleta seletiva.

Já demos o pontapé inicial na nossa horta, mas a ideia é ampliar de forma a atender toda a demanda do nosso rancho. Hoje, os alimentos já complementam a alimentação dos militares, geram economia e a melhoria da qualidade da alimentação. Utilizamos adubo produzido por compostagem de resíduos orgânicos da cozinha – explicou o Comandante do DBM 1/19, Capitão Cleidston Maciel.    

A coleta seletiva é outro programa que vem sendo colocado em prática. O material, gerado pelo quartel e entregue de forma voluntária, será destinado a uma cooperativa de catadores. Essas ações, junto à economia de água e de luz, fazem parte de um conjunto de metas sustentáveis que estão sendo aplicadas na unidade. 

Fonte: CBMERJ

 

21.06.2018

Morte de Policiais: Barbárie sem limites!

Subiu para 65 o número de Agentes de Segurança mortos no Estado do Rio de Janeiro este ano. A Polícia Militar contabiliza 57 PMs assassinados. A vítima mais recente foi o Subtenente Rogenir Moura de Oliveira, executado na noite  de segunda-feira (18), quando chegava em casa.



Conexão Leitor - 14/06/2018 - Jornal O Dia 

 

21.06.2018

STF inocenta Senadora Petista Gleisi Hoffmann

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) absolveu a Senadora Gleisi Hoffmann das acusações de corrupção passiva e lavagem de dinheiro feitas em 2016 pelo então Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot. A Segunda Turma da corte avaliou a ação penal que tinha como réus também o marido de Hoffmann, o ex-Ministro Paulo Bernardo, e o empresário Ernesto Rodrigues - ambos também foram inocentados.

Clique aqui e leia a matéria completa


Comentário do General de Divisão Gilberto Pimentel, antigo Comandante da Primeira Divisão do Exército e Atual Presidente do Clube Militar:

"E os fatos? O que foi feito deles? A única coisa que me ocorre dizer diante da absolvição da Senadora petista e seu marido, por decisão unânime do STF, é que não acredito numa só palavra do que consta do veredito, simplesmente porque não acredito na justiça do nosso país. Não, não pode existir uma divergência tão grande, um distanciamento sem fim, entre o que enxerga e propõe o Ministério Público, na pessoa da Procuradora Geral da República, e os senhores juízes do Supremo. Alguém teria que estar louco. E mais: diante do assalto aos cofres públicos, ao volume de recursos que foi roubado, não poderia ser permitido a quem julga jogar os fatos no lixo, ignorando-os. E os fatos, no caso, é o dinheiro que enriqueceu os corruptos e tornou-nos um país miserável. Suas altezas devem essa resposta. Somos hoje um povo infeliz nas mãos de uma elite podre".

 

20.06.2018

Rio: dois anos de calamidade pública e bolo para “comemorar”

Após meses de salários atrasados, tendência de congelamento de reajustes e de convocações, além do desânimo diante de um futuro pouco promissor, o Estado do Rio de Janeiro completou no dia 17 de junho dois anos de calamidade pública financeira. Para quem sofreu e sofre na pele, não há nada o que comemorar. Entre os funcionários públicos, a forma encontrada para protestar foi cantar, ironicamente, “parabéns” para a condição de penúria que vive o Estado.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

19.06.2018

Regime Adicional de Serviço obrigatório desagrada PMs

Antes, o Regime Adicional de Serviço (RAS) permitia que Policiais Militares escolhessem local e horário para trabalho extra. Agora, não. O Gabinete de Intervenção Federal (GIF) decidiu voltar com o programa, mas de forma obrigatória. Segundo representantes da categoria, “o RAS compulsório reduz ainda mais o convívio do PM com seus familiares, influenciando na sua qualidade de vida”.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

14.06.2018

Violência contra PMs apenas em 2017 custará R$ 35 milhões ao Estado

Um estudo feito pela Polícia Militar do Rio de Janeiro mostra que a violência cometida contra PMs durante o tempo que teriam de atividade profissional, custará em pensões R$ 35 milhões ao Estado. O estudo, produzido pela Diretoria de Assistência Social (DAS) da PM, mede os custos para os cofres do Estado do que define como uma "guerra urbana". Nos últimos 24 anos, foram 3.397 policiais mortos, e outros 15.236 feridos.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

11.06.2018

Atividades Legislativas da FENEME (21 - 25 MAI)

A Federação Nacional de Entidade de Oficiais Militares Estaduais (FENEME) encaminhou para a AME/RJ o boletim 'RELATÓRIOS/NOTÍCIAS DE BRASÍLIA', com notícias de interesse da Segurança Pública em tramitação nos Poderes Legislativo, Judiciário e Executivo, no plano Federal, na semana de 21 a 25 de maio de 2018, para conhecimento das entidades.

Clique aqui e leia o relatório completo

Este relatório, bem como todos os demais documentos, podem ser acessados através do link http://www.feneme.org.br/down/46/relatorios

 

08.06.2018

Justiça autoriza Tenente da PM ‘trancar’ investigação da Polícia Civil

Enquanto duas instituições encarregadas de nos proteger não entram num consenso sobre quem pode e deve investigar crimes praticados por Policiais Militares contra Civis em serviço, a palavra final sai pela Justiça comum que determinou o trancamento de uma investigação da Polícia Civil pelo suposto crime de usurpação de função pública cometido por um Tenente de primeiro grau do 17º Batalhão de Rio Preto.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

08.06.2018

FENEME – Comunicado urgente

Prezados Dirigentes,

Solicito aos senhores que entrem em contato com os Deputados e Senadores da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados e Senado Federal em relação aos projetos abaixo relacionados:

CÂMARA FEDERAL

Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania

Pauta: às 10h do dia 23/05/18 (quarta-feira)

Item 65- PL 5488/16 - Autor: Deputado Delegado Waldir- PR/GO. Altera a Lei 13.022/14 para acrescentar a possibilidade de utilização da denominação “polícia municipal” para as guardas municipais.

Relator: Deputado Lincoln Portela PR/MG. Apresentou parecer pela constitucionalidade.

Solicitar aos Deputados membros da CCJ para rejeitar o relatório do Deputado Lincoln Portela e apoiar o Voto Separado do Deputado Capitão Augusto.

http://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-permanentes/ccjc/conheca/membros

SENADO FEDERAL

Comissão de Constituição e Cidadania

Pauta: às 10h do dia 23/05/18 (quarta-feira)

Item 1- PLS 227/12 - Autor: Senador Armando Monteiro PTB/PE. Regras e critérios mínimos para o registro de infrações penais e administrativas pelos órgãos de segurança pública.

Relatora: Senadora Simone Tebet MDB/MS. Retira a definição de Autoridade Policial, que são todos os agentes de todos os Órgãos de Segurança Pública. Retira o termo autoridade do projeto. Retira o numerador único de boletins de ocorrência, etc.

Solicitar que os Senadores da CCJ para rejeitar o relatório da Senadora Simone Tebet. Que seja aprovado o projeto original ou Autor retire seu projeto.

Item 2- PLS 197/14 Autor Senador Pedro Taques Altera a Lei Maria da Penha para aplicação de medidas protetivas.

Relator: Senador Humberto Costa PT/PE apresentou o relatório substituindo o termo “autoridade policial” por “delegado”.

Solicitar aos Senadores da CCJ para rejeitar o relatório do Senador Humberto Costa e apoiar as emendas do Senador Randolfe Rodrigues REDE/AP e Senadora Ana Amélia PP/RS que retornam o termo Autoridade Policial.

http://legis.senado.leg.br/comissoes/composicao_comissao?codcol=34

A DIRETORIA.

 

05.06.2018

Desde a adesão a Recuperação Fiscal, PMERJ perdeu mais de 1.500 servidores

De setembro de 2017 a maio deste ano, a Polícia Militar do Rio registrou uma redução de 1.552 servidores ativos — o total, hoje, é de 43.942 agentes em serviço. De acordo com a lei que regulamenta a adesão ao Regime de Recuperação dos Estados, só poderão ser repostas as vagas abertas desde a adesão feita pelo Estado interessado. Desta forma, o Rio só teria como repor as vagas abertas desde o início de setembro de 2017.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

30.05.2018

PROCON e ANP reforçam fiscalização contra preço abusivo de combustível; saiba como denunciar

A greve dos caminhoneiros completa 10 dias nesta quarta-feira e denúncias de que postos de combustíveis estariam "se aproveitando da situação para cobrar preços abusivos" já foram registradas em ao menos 23 Estados e no Distrito Federal - motivando, em alguns casos, pedidos de explicação, interdição e a aplicação de multas milionárias aos estabelecimentos.

Para isso o PROCON (entidade de defesa do consumidor) está orientando os consumidores que se sentirem lesionados a denunciarem postos de gasolina que aumentaram o preço de forma abusiva desde o início dos protestos de caminhoneiros. A Agência Nacional do Petróleo (ANP) também reforçou a fiscalização contra os abusos.

“É fundamental que o consumidor anexe à denúncia imagem do cupom fiscal ou, na falta dele, o máximo de informações sobre o estabelecimento nome/bandeira, endereço, data de compra e preços praticados - se possível com fotos”, diz o Procon. “A partir desses dados será aberto procedimento para a apuração, comprovação e possível punição dos infratores.”

No caso do Procon, a denúncia deve ser feito no site http://www.procon.rj.gov.br/.

No caso da ANP, a denúncia deve ser pelo site http://www.anp.gov.br/ ou pelo telefone 0800 970 0267, de segunda a sexta-feira, das 8 às 20h.

Fonte: G1

 

29.05.2018

Atividades Legislativas da FENEME - (02 a 04 Maio)


A Federação Nacional de Entidade de Oficiais Militares Estaduais (FENEME) encaminhou para a AME/RJ o boletim ‘NOTÍCIAS DE BRASÍLIA’, com informações de interesse envolvendo a Segurança Pública em tramitação nos Poderes Legislativo, Judiciário e Executivo, no plano Federal, dos dias 2 a 4 de maio do corrente ano, para conhecimento das entidades. 

Clique aqui e leia o documento na íntegra

 

29.05.2018

PM lavrará Termo Circunstanciado no Ceará

Mais um Estado brasileiro passará a realizar o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TOC) no atendimento de delitos de menor potencial ofensivo: o Ceará.

Após um esforço junto a autoridades da área de segurança pública e do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, provimento foi baixado autorizando os Juízes de Direito a receberem os referidos Termos Circunstanciados lavrados pela Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal.

A Polícia Militar também já está adotando providências para que em breve seja iniciado o procedimento no Estado, algo que já ocorre em várias partes do Brasil, destacando que a Corporação já realiza o TOC em 100% do Município no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e Rondônia, mais de 50% destes no Paraná, Minas Gerais, Goiás e Sergipe.

A expectativa é que o procedimento seja em breve realizado em cem por cento do território do País, agilizando e melhorando o atendimento ao cidadão e gerando economia de meios e de pessoal à Polícia Militar.

Fonte: FENEME

Para saber mais sobre a realização do TOC no Ceará clique aqui

29.05.2018

ALERJ vota hoje redução do ICMS do diesel

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio (ALERJ) vota, nesta terça-feira, 29, em regime de urgência, às 14h30, o Projeto de Lei que reduz a alíquota de ICMS sobre o diesel de 16% para 12%. A medida faz parte de um acordo firmado pelo Presidente da ALERJ, Deputado André Ceciliano e pelo Governador Luiz Fernando Pezão com representantes das transportadoras de combustível e do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas (SINDCARGAS), na última quinta-feira, 24.

Com a mudança, o Estado do Rio passa a ter a sua alíquota igual à de estados vizinhos, como São Paulo e Espírito Santo. Segundo o Governador Pezão essa medida faz com que o número de transportadoras que abastecem em outros estados diminua, gerando mais arrecadação no Rio aumente.

Atualmente, a alíquota sobre o diesel chega a 16%, com 14% de ICMS e 2% adicionais que são destinados ao Fundo Estadual de Combate à Pobreza. Com a redução, a soma do imposto com o percentual do Fundo chegará aos 12% acordados com os caminhoneiros.

A demanda para a diminuição da alíquota do ICMS sobre o diesel é uma demanda antiga dos caminhoneiros e é importante para o término da greve, que causa impactos em diversos setores do Rio. 

"Recebemos o movimento em diversas reuniões e fizemos essa intermediação para que o imposto sobre o diesel pudesse ser reduzido. O abastecimento precisa ser normalizado no Rio o quanto antes", declarou o Deputado André.

Fonte: O Dia


 

28.05.2018

Cresce número de pessoas mortas pela polícia no Brasil; assassinatos de policiais caem

O número de vítimas em confronto com a polícia cresceu 19% em um ano. Já o de policiais mortos caiu 15% – foram 453 oficiais assassinados em 2016. O dado, inédito, compreende todos os casos de “confrontos com civis ou lesões não naturais com intencionalidade” envolvendo policiais na ativa (em serviço e fora de serviço). O levantamento faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

28.05.2018

Seminário de Saúde dá início a um novo modelo de gestão de pessoal na PM

A realização do “Seminário Saúde do Trabalhador na PMERJ – Interfaces e Desafios” foi um marco para a implantação de um novo modelo de gestão na área de recursos humanos na Corporação, privilegiando o foco nas condições físicas e psicológicas da tropa. O evento aconteceu na manhã da última quinta-feira (24) no auditório do Quartel General da PM, reunindo especialistas das áreas medicas e de ensino da PM e de outras instituições.

O Seminário foi aberto pelo Comandante-Geral da PM, Coronel Luis Cláudio Laviano, que enalteceu a iniciativa de discutir profundamente um tema relevante num momento muito difícil. “Nossa tropa está exposta a uma carga de estresse físico e emocional sem precedentes. Precisamos estar em boas condições físicas e principalmente mentais para prestar nosso serviço à sociedade e cuidar de nossas famílias”, disse o Coronel Laviano.

Na ocasião, foi realizada uma mesa de debates tendo como tema “Práticas Inovadoras – Roda de Conversa”, com a participação do Coronel Roberto Cavalcanti Vianna, Coordenador da CAEs (Coordenadoria de Assuntos Estratégicos); Major Leonardo Nogueira, Sub-Comandante do 25º BPM (Itaboraí); e Major Médico Rosana Lopes Cardoso, da equipe da SASP (Serviço de Atenção à Saúde Policial).

Fonte: PMERJ

 

24.05.2018

PMs assassinados no Rio de Janeiro

O repórter do RJ1 disse que: "O Comando sabe também que alguns tinham ligação com grupos criminosos". Em relação aos 51 PMs assassinados.

Fonte: https://globoplay.globo.com/v/6745161/

Como advogado e oficial da Corporação não posso aceitar essa declaração como justificativa para a carnificina que estamos sofrendo, pois seria assumir que a pena de morte é admitida e que o marginal está legitimado para atuar nas execuções contra policiais corruptos.Todos têm o direito de serem processados, julgados e comprovada à culpa em sentença transitada em julgado, sofram as penalidades previstas em lei. Não podemos admitir que por causa da corrupção instituída na política desse Estado, a ineficácia da intervenção em relação as nossas mortes e a falta de uma resposta eficaz se justifique que as vítimas são as principais responsáveis pelas próprias mortes. Além do mais, todos nós sabemos que a farda e a identidade funcional, hoje podem ser consideradas a nossa pena de morte, sendo corrupto ou não.

Fonte: mensagem extraída do Facebook Nilton Da Silva (Ten Da Silva)

 

23.05.2018

Brasileiros acham que “Direitos Humanos” defendem mais os bandidos

A maioria da população é a favor dos Direitos Humanos, mas a quem se manifeste contrariamente à mera existência deles. As conclusões estão na edição 157 da pesquisa Pulso Brasil. A pesquisa também revela um desconhecimento sobre a real aplicação dos Direitos Humanos no país. Enquanto 94% dos que responderam afirmaram já terem ouvido falar sobre eles, 50% admitem que gostariam de conhecer melhor a questão.

Clique aqui e leia a matéria na íntegra

 

23.05.2018

Mudanças de hábito capazes de reduzir o risco de câncer

O que fazer para "fugir" dos fatores de risco e reduzir a probabilidade de câncer?

Clique aqui e leia a matéria a íntegra



22.05.2018

Fim dos ranchos para auxílio-alimentação na PMERJ

Os Deputados Estaduais Pedro Fernandes e Paulo Ramos protocolaram projeto, na Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ), que prevê a extinção dos ranchos para alimentação de policiais militares. Na justificativa do projeto, ambos afirmam que a existências dos espaços exigem logística para compra e armazenamento dos alimentos e estrutura para receber os servidores.

Outro ponto negativo seria a permanência de Policiais nos pontos relativos à distribuição de alimentos. A sugestão dada pelos Deputados é a de oferecer aos militares o auxílio-alimentação:

“Vale destacar que essa é uma antiga reivindicação da tropa. Essa é uma das formas de modernização dos processos”, indicaram.

A oferta de cartões de auxílio a servidores prevê a realização de concorrência pública para contratação de uma empresa interessada em prestar o serviço.

Fonte: Extra

 

18.05.2018

ALERJ homenageia os 209 anos da Polícia Militar do Rio

A Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ) prestou sua homenagem (como de costume) a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro pela passagem do seu 209º aniversário, completados domingo passado, dia 13.

Em sessão solene realizada na Casa, o Coronel Luis Cláudio Laviano, Comandante-Geral da Corporação, enalteceu a disciplina e o respeito à hierarquia na vida militar. “Sem eles (disciplina e respeito) certamente não seríamos capazes de desempenhar o papel que desempenhamos ao longo de mais de dois séculos de história”, disse o Coronel Laviano.

Na ocasião, a mesa diretora da ALERJ prestou uma homenagem aos Policiais mortos e fez entrega de Título Benemérito do Estado do Rio de Janeiro à socióloga e antropóloga Maria Cecília Minayo, que coordenou a pesquisa da Fiocruz “Missão prevenir e proteger: condições de vida, trabalho e saúde dos Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro”. A homenagem foi uma iniciativa do Deputado Paulo Ramos.

Editada na forma de livro, "Missão Prevenir e Proteger: condições de vida, trabalho e saúde dos Policiais Militares do Rio de Janeiro", investigou as condições de vida, trabalho e saúde dos Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro, oferecendo um entendimento desde a natureza da função da Polícia Militar na sociedade através da análise de sua história sob o aspecto de seus antecedentes, sua instituição e institucionalização. O estudo também avaliou as consequências das condições de trabalho impostas ao PM com o objetivo direto de produzir informações que ultrapassem preconceitos alimentados, durante décadas, com ressentimentos entre policiais e cientistas da área de humanidades, permitindo, justamente, a pluralidade e a relativização das verdades defendidas por cada um, a partir de suas subjetividades. 

Fonte: PMERJ


Cel PM Luis Cláudio Laviano, Comandante-Geral da PMERJ

 

18.05.2018 

Deputados criam projeto para impedir que servidor pague multas de trânsito de viaturas

Projeto de Lei dos Deputados Estaduais Bruno Dauaire e Flávio Bolsonaro quer impedir a cobrança de multas de trânsito a Servidores que estiverem dirigindo veículos da administração durante o exercício de suas funções. A proposta surgiu diante da possibilidade de a Polícia Militar ter de repassar as multas das viaturas aos agentes em serviço. O texto pode proteger os vinculados à Polícia Civil, à Secretaria de Administração Penitenciária, ao Degase, além de PMs e Bombeiros.

Fonte: Extra

É um contrassenso um agente de segurança, no exercício de suas funções, pagar multas do próprio bolso. Entretanto, fora de situações de emergência não há justificativa para descumprimento das normas de trânsito.

 

14.05.2018

Déficit no efetivo da PMERJ sobrecarrega policiais

Escalas exaustivas e armamento obsoleto: um Policia Militar do Rio de Janeiro, que preferiu não ser identificado, denuncia as condições de trabalho na Corporação. Segundo levantamento do Conselho Nacional do Ministério Público há um déficit de quase 15 mil Policiais no efetivo carioca. Dos 39 batalhões do Rio, 35 estão com efetivo fora do ideal. Os cinco que apresentam a pior situação são: Méier, Tijuca, Rocha Miranda e Irajá, na Zona Norte, e Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Clique aqui e assista ao vídeo

 

AME/RJ HOMENAGEIA OS 209 ANOS DA POLÍCIA MILITAR DO RIO DE JANEIRO

Uma singela homenagem da AME/RJ pelos 209 anos da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.


CLIQUE AQUI

 


11.05.2018

Homenagem da AME/RJ ao Dia da Mães

Ser Mãe é sublime essência de proteção, amor incondicional e carinho que nunca esgotam. Nesse dia tão especial nossa singela homenagem a todas as mamães.

 

11.05.2018

Homenagem aos 209 anos da PMERJ

Neste domingo, 13 de maio de 2018, a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ), comemora seu aniversário de 209 anos. A AME/RJ tem a honra de parabenizar a Bicentenária Instituição e seus Integrantes, Homens e Mulheres, que com o seu labor continuado, ajudam a dar seguimento à tão nobre história, escrevendo página a página, dia após dia, com suor e lágrimas, honra e alegria, a genuína arte de trabalhar para servir e proteger.

Parabéns, Guerreiros!

 

11.05.2018

Mais uma vitória para a família PM e BM!

Relatório do Projeto de Lei que prejudicava os Militares Estaduais e do DF foi rejeitado em Comissão da Câmara dos Deputados

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados discutiu e votou  em 25 de abril do corrente ano o PL 1208/2011 - do Senado Federal - Antônio Carlos Valadares - (PLS 385/2008) - que "altera o art. 5º da Lei nº 9.796, de 5 de maio de 1999, que dispõe sobre a compensação financeira entre o regime geral de Previdência Social e os Regimes de Previdência dos Servidores da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, nos casos de contagem recíproca de tempo de contribuição para efeito de aposentadoria; e revoga o art. 12 da Lei nº 10.666, de 8 de maio de 2003". (Apensado: PL 6987/2013)

RELATOR: Deputado MANDETTA. 

PARECER VENCEDOR: Parecer Vencedor, Dep. Mandetta (DEM-MS), pela rejeição do PL 1208/2011 e do PL 6987/2013, apensado. 

Vista à Deputada Leandre, em 13/09/2017. 

O Deputado Mandetta apresentou votos em separado.

RESULTADO:

Proferido o parecer. 

Discutiram a Matéria: Dep. Laura Carneiro (DEM-RJ), Dep. Mandetta (DEM-MS), Dep. Subtenente Gonzaga (PDT-MG), Dep. Pepe Vargas (PT-RS), Dep. Flavinho (PSC-SP), Dep. Hiran Gonçalves (PP-RR), Dep. Capitão Augusto (PR-SP) e Dep. Jorge Solla (PT-BA). 

Rejeitado o Parecer.

Designado Relator do Vencedor, Dep. Mandetta (DEM-MS) 
Parecer Vencedor, Dep. Mandetta (DEM-MS), pela rejeição do PL 1208/2011 e do PL 6987/2013, apensado.

Aprovado o Parecer Vencedor do Dep. Mandetta. O parecer do Relator, Dep. Jorge Solla, passou a constituir Voto em Separado. 

Em resumo o relator Deputado Jorge Solla (PT BA), apresentou relatório incluindo os Militares Estaduais e do DF relatório o que os prejudicava.

APÓS UM TRABALHO CONJUNTO DAS ENTIDADES DE MILITARES,  ESPECIALMENTE DA FENEME E DO CNCG PM/BM, O RELATÓRIO DO DEPUTADO SOLLA  FOI REJEITADO,SENDO O VOTO EM SEPARADO DO DEPUTADO MANDETTA DO DEM MS VENCEDOR, RETIRANDO OS MILITARES MENCIONADOS DO REFERIDO PROJETO DE LEI.


Fonte: FENEME

 

11.05.2018

Justiça do Paraná: PM pode e deve continuar lavrando Termo Circunstanciado

 O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Paraná, no julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), nº 1.556.279-5, ratificou o entendimento majoritário da doutrina e da jurisprudência dos tribunais, especialmente do STJ e STF, no sentido de que a PM pode e deve lavrar o Termo Circunstanciado de Infração Penal - TCIP.

Na ocasião os Desembargadores, por unanimidade de votos, extinguiram a ação por entenderem que o ato normativo questionado pela parte autora (Resolução nº 309/2005-SESP/PR) não poderia ser objeto de controle abstrato de constitucionalidade. Porém, diante da importância da matéria, o TJPR entrou no mérito da matéria para reafirmar a competência dos Militares Estaduais, enquanto autoridades policiais que são para lavrar o TCIP.

A ação foi proposta pela associação dos delegados de polícia do Estado do Paraná, que procurava impedir a elaboração dos Termos Circunstanciados de Infração Penal, por parte dos Militares Estaduais, sob o argumento de que seria uma atribuição exclusiva dos delegados. Nesta oportunidade a Associação dos Oficiais ingressou no feito como a única associação a defender as prerrogativas constitucionais e legais dos policiais militares na lavratura do TCIP.

No dia do julgamento, ocorrido em 05 de março deste ano, ao proferir seu voto, o Desembargador Telmo Cherem, Relator da ADI, fez questão de frisar os números relativos à lavratura de TCIP's no Paraná. Sustentou que no ano de 2017 a PMPR lavrou 28.366 Termos Circunstanciados, representando 56% do total de procedimentos elaborados naquele ano no Paraná. Quanto ao corrente ano, até 22 de fevereiro, esse percentual já era de 69% dos termos lavrados.

O Relator destacou ainda a parceria existente entre a PMPR e o Tribunal de Justiça na implantação do TCIP eletrônico, o que permite a integração total entre o Boletim de Ocorrência Unificado (BOU) e o Processo Judicial Eletrônico (PROJUDI), com o agendamento imediato da audiência no Juizado Especial Criminal, trazendo inúmeros benefícios para a segurança pública e para a população paranaense.

Os desembargadores também acordaram que “na perspectiva da eficiência administrativa e da efetividade dos princípios inerentes aos Juizados Especiais, a lavratura do TCIP pela Polícia Militar, tal qual regulamentada na Resolução nº 309/2005-SESP/PR, apoiar-se-ia também no plano da necessidade circunstancial. Isto porque é na atuação ostensiva e na preservação da ordem pública (próxima da população) que, no mais das vezes, a Polícia Militar (de maior contingente) toma conhecimento da ocorrência de infrações penais – especialmente as de menor potencial ofensivo, de que cuida a Lei nº 9.099/95 -, tudo a recomendar a emissão, desde logo, do termo circunstanciado.”

Fonte: http://www.assofepar.org.br//pagina/330/poliacutecia-militar-pode-e-deve-continuar-lavrand

 

11.05.2018 

Atividades Legislativas da FENEME (02 - 06 ABR)

A Federação Nacional de Entidade de Oficiais Militares Estaduais (FENEME) encaminhou para a AME/RJ o boletim ‘NOTÍCIAS DE BRASÍLIA’, com informações de interesse envolvendo a Segurança Pública em tramitação nos Poderes Legislativo, Judiciário e Executivo, no plano Federal, da semana de 2 a 6 de abril do corrente ano, para conhecimento das entidades.

Clique aqui e leia o documento completo

 

08.05.2018

A situação atual

Por Luiz Felipe Schittini  

O foro de São Paulo é uma congregação de partidos e entidades de esquerda, predominantemente marxista-leninistas revolucionárias da América Latina, criado em 1990, por Fidel Castro (Partido Comunista Cubano) e Lula (Partido dos Trabalhadores). Conta com a participação de partidos comunistas da Argentina, Brasil, Colômbia, Cuba, Chile, Equador, El Salvador, Guatemala, México, Nicarágua, Porto Rico, Panamá, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

Metas do Foro de São Paulo para implantação de uma ditadura comunista:

1- Controlar politicamente o Judiciário.

2- Amordaçar o Ministério Público.

3- Desmoralizar o Congresso Nacional e criar um sistema unicameral.

4- Criar uma força paralela e desarmar a população.

5- Promover a instabilidade no campo e se possível também nas cidades.

6 - Controlar a mídia e a internet.

7- Valer- se de dossiês falsos para calar opositores.

8- Direcionar a produção artística.

9- Lavagem cerebral nas escolas e universidades através da filosofia Gramsciana. A conquista do poder não se fará pelas armas, e sim por mudanças das mentes das pessoas.

10- Desmoralizar e desmantelar paulatinamente as Forças Armadas. Se possível desmilitarizar  as polícias.

11- Destruir o princípio da autoridade.

12- Dividir a sociedade para enfraquecê-la.

13- Aniquilar de todas as maneiras possíveis, a família tradicional, pois esta é a principal entrave para a implantação da propriedade estatal e coletiva. Família significa propriedade privada, um dos conceitos mais combatidos pelo comunismo.


“Qualquer semelhança com a atualidade é mera coincidência”.

Luiz Felipe Schittini é Tenente-Coronel da Polícia Militar do Rio de Janeiro e Sócio da AME/RJ.

 

08.05.2018

Segurança Pública: FENEME apresenta sugestões à Ministro Jungmann

O Conselho Nacional de Comandantes Gerais da Policia Militar e do Corpo de Bombeiro (CNCG-PM/CBM) esteve reunido em São Paulo entre os dias 10 e 12 de abril.

No primeiro dia de reunião, registrou-se a presença do Ministro Raul Jungmann, do Ministério Extraordinário da Segurança Pública, que falou sobre a situação atual brasileira, bem como, as atividades que estão sendo desenvolvidas na área.

Na ocasião, o CNCG e a FENEME levaram suas preocupações e apresentaram sugestões para a melhoria da Segurança Pública no País através do Coronel Nunes Comandante- Geral da PMDF (Presidente CNCG) e do Coronel Marlon Jorge Teza (Presidente da FENEME).

O Coronel Marlon entregou ao Ministro Jungmann documentos solicitando apoio para aprovação do PL 4363/01 que trata da Lei Orgânica Nacional das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares, Bem como apoio para aprovação de emendas à MP - Medida Provisória 821/18, a qual criou o referido Ministério e que tramitam no Congresso Nacional, emendas essas no sentido de organizar sua estrutura criando departamentos de Polícia Militar e de Corpo de Bombeiros Militar dentre outras sugestões.

Houve o compromisso público de esforço do Ministério para que a LOB PM/CBM seja apreciada com celeridade pelo plenário da Câmara dos Deputados e ainda, de encaminhar ações para que todas Polícias Militares que ainda não elaboram o TC - Termo Circunstanciado conforme a lei o façam para melhoria da segurança da sociedade, conforme pedido dos Comandantes presentes.

Finalmente o presidente da FENEME falou aos Comandantes Gerais explanando pormenores do mencionado Projeto de Lei (LOB) trocando informações sobre vários pontos relevantes.

Fonte: FENEME


Clique aqui e veja as fotos do evento

 


04.05.2018

CBMERJ: Centro Histórico tem atividades gratuitas para o público

O Centro Histórico e Cultural do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro vai participar da 16ª edição da Semana de Museus. Entre os dias 14 e 20 de maio, o Quartel Central da Corporação vai estar de portas abertas e repleto de atividades gratuitas para o público.

Estão previstas visitas guiadas pelo Museu Histórico dos Bombeiros, apresentações da Banda Sinfônica e exposição de equipamentos e viaturas. Ao todo, 1.130 museus de todo o país vão participar da iniciativa do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), que tem como objetivo marcar o Dia Internacional de Museus, celebrado no dia 18 de maio.

Ao longo dos anos, a Semana de Museus tem sido fator de promoção e valorização dos museus brasileiros. Confira a programação completa e participe: guiadaprogramacao.museus.gov.br

Fonte: Governo do RJ

 

02.05.2018

Ficou sem sinal de internet? Conheça os seus direitos

Queixas ligadas a problemas como queda, instabilidade e má qualidade do sinal representaram 18,5% do total de reclamações sobre internet fixa na plataforma consumidor.gov.br,no ano passado. Foram 4.696 de um total de 25.314. Mas o que muitos clientes não sabem é que a operadora não pode cobrar pelos períodos acima de 30 minutos em que o serviço não foi prestado e deve deduzir da assinatura o valor correspondente ao tempo perdido. O desconto na conta é previsto pela Resolução 614/2013 da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL).

Pesquisadora em direitos digitais do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC), Barbara Simão explica que o abatimento do preço é cabível tanto em caso de interrupção quanto de degradação do serviço:

— Por exemplo, se a internet ficar muito mais lenta que o normal. Nos dois casos, serve como comprovação a própria reclamação do consumidor à empresa pela falta de sinal, que gerará um registro e um número de protocolo de atendimento.  Ainda é possível fazer um teste da velocidade da internet usando aplicativos de monitoramento de banda larga.

Barbara acrescenta que a operadora deve deixar descrito na conta o período em que houve a interrupção do serviço, e abater o preço proporcionalmente a isso:

— É preciso conferir a conta para ver se a redução de fato ocorreu no valor devido.

O PROCON ESTADUAL diz ainda que, se a empresa não conceder o desconto, o cliente deve abrir uma reclamação nos órgãos de proteção e defesa do consumidor.

Segundo a norma da ANATEL, a necessidade de interrupção ou degradação do serviço por motivo de manutenção, ampliação da rede ou similares deve ser amplamente comunicada aos assinantes que serão afetados, com antecedência mínima de uma semana, devendo ser concedido abatimento na assinatura. Esse desconto deverá ser efetuado no próximo documento de cobrança em aberto ou outro meio indicado pelo cliente.

 Verifique a internet

 O teste da velocidade da internet pode ser feito em sites, como https://simet.nic.br/sobremonitorbandalarga.html.

Saiba como reclamar

O primeiro procedimento é procurar o Serviço de Atendimento ao Cliente de sua operadora. Guarde o número de protocolo informado e troca de mensagens.

Se a operadora não responder, ou se a resposta não for adequada, entre em contato com a ANATEL. Anote e guarde o número que lhe será fornecido. Caso precise registrar uma reclamação na ANATEL, tenha em mãos o número de protocolo da operadora. O contato pode ser feito pela Central de Atendimento Telefônico Gratuito, no número 1331 - ou 1332, para deficientes auditivos (não há necessidade de acrescentar o código DDD) e do aplicativo “ANATEL CONSUMIDOR” (disponível para os sistemas Android, iOS e Windows Phone). A ANATEL lhe fornecerá um número da solicitação. Anote e tenha essa informação sempre em mãos. Ela será útil sempre que você entrar em contato com a agência.

Se quiser procurar o PROCON ESTADUAL, o consumidor pode ligar para o Disque PROCON-RJ, pelo telefone 151, de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

Fonte: Extra

 

02.05.2018

Cães farejadores e câmera térmica: quais as táticas usadas pelos Bombeiros após prédio desabar

Após as primeiras 48 horas após o desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, no Centro de São Paulo, ontem (1º), a estratégia do Corpo de Bombeiros tem um único objetivo: tentar encontrar sobreviventes ou corpos de vítimas sob os escombros.

"É como se a gente estivesse comendo pelas beiradas, me desculpe por usar uma expressão tão informal", explica o Primeiro-Tenente Guilherme Derrite, Porta-Voz do Corpo de Bombeiros. "Como se fosse um prato de sopa quente em que a gente vai das bordas para o centro.”

O prédio de 24 pavimentos pegou fogo e veio abaixo por volta das 2h20 da madrugada. Segundo a Prefeitura, cerca de 317 pessoas de 118 famílias moravam no local, ocupado por pessoas que não têm casa, e foram cadastradas pela Prefeitura de São Paulo para receberem 12 meses de auxílio-aluguel.

Na manhã desta quarta-feira (2), os bombeiros informaram que buscavam por 44 desaparecidos. O número corresponde ao total de pessoas que não foram localizadas após a tragédia, mas não significa que todos estavam no prédio quando ele desabou. Até o momento é certo que apenas uma pessoa, que estava sendo resgatada no momento em que o prédio veio abaixo, está nos escombros.

Entre as táticas usadas pelas equipes de salvamento nesses dois primeiros dias, o uso de uma câmera térmica pode ter duas funções: identificar silhuetas de pessoas e animais, pela irradiação de calor de seus corpos, quando há muita fumaça no local; ou verificar a temperatura nos lugares onde ainda podem existir focos de incêndio.

Derrite afirma que esta segunda situação é a que ocorre em São Paulo. "Nos locais onde a temperatura é mais alta, a gente recebe essa informação pela câmera, em graus centígrados, e centraliza os esforços de resfriamento nessas zonas quentes. Depois disso, os cães farejadores podem entrar sem problema.”

A participação de cães farejadores é outra etapa do trabalho nos escombros. Em São Paulo, o Corpo de Bombeiros tem sete animais, sendo que três ainda são filhotes e estão em treinamento. Os quatro adultos foram usados no dia do desabamento, dois durante o dia e dois durante a noite

A primeira ação do Corpo de Bombeiros é estabelecer um posto de comando, que fica encarregado de definir as frentes de combate. Por exemplo, onde serão instalados os pontos de resfriamento, com o uso de canhões que jorram 3.700 litros de água por minuto, sem interrupção. Quatro chegaram a ser utilizados.

A ação de rescaldo em São Paulo teve até 130 bombeiros em ação simultaneamente, com 53 veículos da corporação, a maioria caminhões. Além de remover escombros com as próprias mãos, os bombeiros usam ainda um equipamento de eletrocorte portátil, que permite cortar placas e pilastras de metal e de concreto.

"Não é possível estimar quanto pesa o material que restou do prédio, mas são toneladas e toneladas de concreto. Vamos levar uma semana pelo menos para retirar tudo".

retroescavadeira, que já está no local, só será usada numa próxima fase, quando não restarem dúvidas de que haja vítimas sob os escombros. Por enquanto, o equipamento só está sendo usado no entorno do desabamento.

Fonte: UOL

 

27.04.2018

Governo do Rio paga Sistema de Metas e anuncia retorno do RAS


O Governo do Estado deposita, na próxima segunda-feira (30), a terceira parcela do Sistema Integrado de Metas (SIM). Ao todo, cerca de 17 mil Servidores vinculados às Polícias Civil e Militar, além dos lotados no Instituto de Segurança Pública (ISP), serão beneficiados com a nova remessa de pagamentos. De acordo com o Governador Luiz Fernando Pezão, a última parcela está garantida para o fim do mês de maio, e os cerca de R$ 17 milhões para o pagamento do SIM já está garantido.

Ao anunciar a quitação das metas atrasadas da Segurança, no início de fevereiro, o Governo informou que a dívida de R$ 77,5 milhões seria parcelada em quatro vezes, com depósitos programados para os finais dos meses de fevereiro, março, abril e maio. O pagamento programado já estava previsto antes mesmo do anúncio da intervenção federal na área da Segurança Pública.

Retorno do RAS. O Governo Estadual anunciou que o Regime Adicional de Serviço (RAS), que estava suspenso desde 2016, será retomado a partir da próxima semana. De acordo com a Polícia Militar, cerca de mil vagas serão disponibilizadas aos Policiais que quiserem fazer as horas extras.

Segundo o Governador Pezão, os recursos do RAS vêm do fundo de segurança criado para acolher recursos para a área. O fundo, segundo ele, está recebendo recursos do pré-sal desde março.

Para o porta-voz da PMERJ, Major Ivan Blaz, o RAS será importante para aumentar o efetivo policial nas ruas do Estado. Blaz explicou ainda que outras medidas estão sendo adotadas para aumentar o efetivo da Corporação, além da RAS, como o retorno de Policiais cedidos a outros órgãos e novos concursos públicos.

Fonte: O Dia

 

27.04.2018

UPPs serão extintas para reforçar policiamento de outras regiões do Rio, confirma Ministro Jungmann

O Ministro da Segurança, Raul Jungmann, afirmou nesta sexta-feira (27) que quase metade das 38 UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) será extinta, a fim de reforçar o policiamento de outras regiões do Estado e das unidades que permanecerem.

Segundo ele, parte das UPPs eram apenas um “rótulo” de um programa que já não cumpria suas funções. “As UPPs eram uma ponta de um projeto, em que o Estado deveria entrar com saúde e educação, e não entrou”, afirmou o Ministro.

As UPPs foram uma vitrine da política de segurança da gestão Sérgio Cabral, atualmente preso por corrupção. O sucesso das primeiras experiências, combinada com as sucessivas quedas de homicídio no Estado à época, fizeram com que o projeto se expandisse de forma desordenada, na avaliação de especialistas.

Uma parte das UPPs se transformou em algo que não tinha funções para as quais elas foram concebidas. Essas unidades estavam de fato cumprindo com aquilo que haviam se comprometido? Ou já perderam grande parte de sua funcionalidade? Ou era apenas um rótulo que tínhamos sem a capacidade de exercer a sua função? Vamos ser sinceros”, declarou o Ministro,que não disse quantas nem quais UPPs serão extintas.

Fonte: UOL

 

25.04.2018

Governo do Rio paga 13º salário de 2017


Após quitar o 13º de 2017 de mais de 160 mil Servidores Ativos, Aposentados e Pensionistas, o Governo Estadual informou que vai priorizar o pagamento das dívidas com os fornecedores. 


Clique aqui e leia a matéria completa 

 

25.04.2018

Após brincar seu seu cão, britânico contrai infecção e perde partes do corpo 

A vida do britânico Jaco Nel teve um revés quando um arranhão de seu cão, um Cocker Spaniel, causou uma infecção que desencadeou septicemia, uma reação exacerbada do sistema imunológico. Como consequência, ele passou cinco dias em coma e meses no hospital. Perdeu pernas, dedos e parte do rosto.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

24.04.2018

Sorteio de vagas para candidatos ao Colégio Militar/RJ

A inscrição deve ser feita entre os dias 24, 25 e 26 de abril, das 9h30 às 16h na Diretoria de Assistência Social (DAS), situada à Rua Francisco Eugênio, 228, São Cristovão(Referência: interior do 4º BPM) – Seção: Serviço Social. Mais informações pelos telefones (21) 2334-1833 e 2334-1896.

Clique aqui

 

24.04.2018

Como matar a sua Associação ou Entidade de Classe


 Existem muitas maneiras de matar uma Associação. Veja como isto pode acontecer.

Quando, há alguns anos, li este artigo na revista Tecnopan sobre as formas de matar uma Entidade de Classe, não pude deixar de me lembrar de uma Associação da qual participei, que começou com muito gás, mas posteriormente teve sua causa mortis decretada exatamente pelos motivos abaixo enumerados.

Cabe a todos nós, e não apenas a alguns poucos, lutar pelo sucesso e pelos ideais de sua Entidade de Classe, pois sendo legítima, a força dela será também a sua força na defesa dos reais interesses da classe. Vamos ao texto.

1. Não frequente a Entidade, mas quando for lá ache algo para reclamar.

2. Se comparecer a qualquer atividade, encontre falhas no trabalho de quem está lutando pela classe.

3. Nunca aceite uma incumbência. Lembre-se é mais fácil criticar do que realizar.

4. Se a diretoria pedir a sua opinião sobre o assunto, responda que não tem nada a dizer. Depois espalhe como deveriam ser feitas as coisas.

5. Não faça nada além do necessário. Porém, quando a diretoria estiver trabalhando com boa vontade e com interesse para que tudo corra bem, afirme que sua entidade está dominada por um grupinho.

6. Não leia o jornal da Entidade e muito menos os comunicados. Afirme que ambos não publicam nada de interessante e, melhor ainda, diga que não os recebe regularmente.

7. Se for convidado para qualquer cargo, recuse alegando falta de tempo e depois critique com afirmações do tipo: "essa turma quer é ficar sempre nos cargos..."

8. Quando tiver divergências com um diretor, procure com toda intensidade vingar-se da entidade e boicotar seus trabalhos.

9. Faça ameaça de abrir processo ético e envie cartas ao quadro social com acusações pesadas à diretoria.

10. Sugira, insista e cobre a realização de cursos e palestras. Quando a entidade realizá-los, não se inscreva nem compareça, alegando que as datas eram inadequadas.

11. Se receber um questionário da Entidade solicitando sugestões, não preencha, e se a diretoria não adivinhar as suas idéias e pontos de vista, critique e espalhe a todos que é ignorado.

12. Após toda essa colaboração espontânea, quando cessarem as publicações, as reuniões e todas as demais atividades, enfim, quando sua entidade morrer, estufe o peito e afirme com orgulho: "Eu não disse?"

Artigo publicado na revista Tecnopan, n.º 217, da ABIP - Associação Brasileira da Indústria da Panificação.Autor: Ernesto Berg - www.quebrandobarreiras.com.br

 

24.04.2018

Atletas do IIB brilham no Campeonato Estadual de Atletismo SUB-23

“À Equipe AME/RJ

A/C Vice-Presidente Administrativo Cel. PM José Maria de Oliveira

Prezados, 

A equipe de Atletismo do Instituto Ideal Brasil participou do Campeonato Estadual de Atletismo Sub-23, nos dias 13 a 15 de abril, organizado pela Federação de Atletismo do RJ, sendo a primeira competição do Calendário Oficial Desportivo de 2018.

Nossa equipe participou com 19 alunos-atletas, dentre eles o atleta VITOR HUGO DA COSTA, o qual SAGROU-SE CAMPEÃO ESTADUAL nas provas do DECATLO (10 provas combinadas), e também da prova do SALTO COM VARA.

Vitor Hugo venceu todas as 10 provas do Decatlo e alcançou o ÍNDICE para participar da mais importante competição do Atletismo Brasileiro, ou seja, o TROFÉU BRASIL DE ATLETISMO.

Vitor Hugo ganhou a competição, vencendo de 02 (DOIS) atletas da equipe do CLUBE REGATAS VASCO DA GAMA, que tem toda uma infraestrutura desportiva, bem mais completa que o nosso Instituto Ideal Brasil.

Tivemos também outros atletas classificados entre os 2º e 3º Lugares, apesar de serem ainda de categorias inferiores ao Sub-23.

Temos convicção absoluta que sem a nossa parceria é muito importante para estas conquistas destes jovens.

Registramos aqui o nosso MUITO OBRIGADO!

Um forte e cordial abraço!

Professor Ormandino Rodrigues Barcelos

Diretor de Esportes do IIB e Treinador Responsável pela Equipe Ideal Brasil.”

 

20.04.2018

PMERJ resgata tradição e realiza desfile cívico no Dia do Patrono


Depois de quase dez anos, a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) volta a promover o desfile cívico em homenagem ao seu Patrono Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes. O desfile será realizado neste sábado (21), a partir das 9h, começando na Avenida Antônio Carlos e terminando no monumento em homenagem a Tiradentes, que fica na escadaria do prédio histórico da Assembléia Legislativa (ALERJ), no Centro. O último desfile ocorreu em 2010.

Na escadaria do Palácio Tiradentes estarão as autoridades, entre as quais o Secretário de Estado de Segurança, General Richard Nunes, e o Comandante-Geral da PMERJ, Coronel Luis Cláudio Laviano.

Participarão do desfile Policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), do Grupamento Aeromóvel (GAM), do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), do Batalhão de Ações com Cães (BAC), do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTur), do Comando de Policiamento Ambiental (CPAm), do Regimento de Cavalaria (RCECS), da 1ª Companhia Independente da Polícia Militar (1ªCIPM), da Academia de Polícia Militar D. João VI (APMD.João VI) e do Colégio da Polícia Militar (CPM).

Durante o desfile, serão apresentados alguns equipamentos utilizados pela PM, como aeronaves e os três carros de combate blindados Urutus, disponibilizados pelo Exército Brasileiro para a Corporação.

Também participarão do desfile Policiais Reformados (entre eles alguns cadeirantes), Pensionistas, Alunos do CPM e 100 crianças que participam de projetos sociais das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP).

Fonte: PMERJ

 

20.04.2018

Ação do MPRJ coloca incertezas sobre o 13º salário de 2017

Segundo o Governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão, o pagamento do 13º salário de 160 mil Servidores Públicos que estava previsto para ser quitado hoje (20) está ameaçado. Isso porque ele aguarda o julgamento pela Justiça de uma ação ajuizada pelo Ministério Público Estadual (MPRJ), que tenta suspender a captação de recursos no mercado americano por meio de operações de securitização dos royalties de petróleo.

Na ação, os promotores do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Sonegação Fiscal e aos Ilícitos contra a Ordem Financeira, Tributária e Orçamentária (GAESF/MPRJ), acusam o Estado do Rio de Janeiro de ilegalidades na operação financeira, que teriam causado dano de R$ 10 bilhões ao Fundo Único de Previdência Social do (RioPrevidência). O MP acusou ainda na inicial que a “essa forma irresponsável de gestão fiscal contribuiu em grande medida para a atual falência do Estado”.

Segundo o Governador, a operação é uma sobra de US$ 600 milhões, de um lançamento feito em 2013 de US$ 2 bilhões, que, segundo ele, foi uma operação bem sucedida, premiada como a melhor operação estruturante no mercado em Nova Iorque:

_ Esta operação foi aprovada no Conselho do Rio Previdência, pelo Ministério Público, pelo Tribunal de Contas dos Estado. Então, para mim foi uma grande surpresa esta ação agora do MP, porque quando apresentamos ao TCE, eles viram que era uma emissão antiga. O MP, infelizmente, cometeu este erro que a gente espera ganhar mais uma vez na Justiça derrubando este pedido de liminar.

Na ação movida agora, o MPRJ pediu, como tutela de urgência, que o Estado do Rio se abstenha de realizar nova operação. “Para que se possa dar continuidade a esse tipo de operação, o MPRJ pede que sejam apresentados dados financeiros e orçamentários, com a descrição dos custos efetivos de todas as operações, o rol de todos os investidores e beneficiários das operações já realizadas. Em caso de descumprimento, o MPRJ requer que o Governador do Estado do Rio de Janeiro pague multa de R$ 1 milhão”, requereu o GAESF/MPRJ.

Sem impedimento, Estado terá o dinheiro no próximo dia 23. Segundo uma fonte ligada ao Palácio Guanabara, caso não exista nenhum impedimento, o dinheiro deve ser creditado na conta do Governo no próximo dia 23. Apenas a operação será capaz de quitar a dívida de R$ 1,1 bilhão sobre o 13º de 2017. Mais de 167 mil Servidores Estaduais aguardam o pagamento. 

Fontes: O Globo/Extra

 

19.04.2018

Da Inglaterra, professora carioca cria curso de inglês gratuito para moradores do Alemão

Para tirar do papel um projeto social que ensina inglês, de graça, para moradores do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, a professora carioca Cláudia Bellizzi precisou basicamente de três coisas: boa vontade, algum dinheiro e redes sociais. Dá Inglaterra, onde mora há cinco anos, ela criou um curso batizado de “The English Club Alemão", que já tem 5 turmas funcionando. Tudo gratuito, incluindo o material didático.

Clique aqui e leia a matéria na íntegra

 

18.04.2018

PMERJ convoca Policiais Reformados para desfile de 21 de Abril

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) convida seus Policiais Reformados para participarem do Desfile cívico-militar, a ser realizado no próximo sábado, 21/04/2018, a partir das 7h30.

PM Reformado: não perca esta chance de reviver grandes momentos! Valorizar aqueles que muito se sacrificaram em nome da PMERJ é uma questão de reconhecimento!


Local: Avenida 1º de Março – Centro/RJ

Data: 21/04/2018 (sábado)

Horário: dispositivo pronto: 7h30 – Revista a Tropa: 8h

Traje: Inativos deverão se apresentar de terno ou correspondente

 

17.04.2018 

Servir, proteger e ajudar: a missão Soldado Maria Rita

‘Emília da PM’ foi homenageada com a medalha Chiquinha Gonzaga

Maria Rita Benvindo, Soldado da Polícia Militar do Rio de Janeiro, 33 anos, lotada no 9º BPM (Rocha Miranda) foi homenageada no último sábado (14) pelo Vereador Luiz Carlos Ramos Filho com a medalha ‘Chiquinha Gonzaga’, concedida àqueles que reconhecidamente contribuem para uma sociedade mais justa e humanitária.

Além de servir e proteger a população do Rio de Janeiro há mais de quatro anos, Maria Rita dedica o tempo que sobra para ajudar crianças. Ela coloca uma fantasia de Emília — a falante boneca de pano criada por Monteiro Lobato — e trabalha na condição de voluntária como recreadora infantil. Ela também dedica seu tempo a recolher alimentos com amigos e colegas da Corporação para o Instituto de Apoio à Criança Especial (INACRE). Só no último mês, foram arrecadadas 471 latas de leite em pó.

A paixão pelo voluntariado começou quando a soldado Maria Rita integrou o Projeto Somos do Bem, organizado pelo Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças da PM (CFPA).  “A gente ia aos orfanatos que atendia crianças com necessidades especiais levar brinquedos e alegria para as crianças e também para mostrar que a Polícia Militar faz o bem. Foi amor à primeira vista. Até que ano passado tive a ideia de ir de Emília. Acho a cor forte e as crianças adoram. Não vou parar mais”, conta emocionada.

O Comandante-Geral da PMERJ, Coronel Luis Claudio Laviano, o Comandante do 9º BPM (Rocha Miranda), Tenente-Coronel Batista e o Comandante da 2ª Companhia do 9º BPM, Capitão Andrade e o Capitão Ygor, Comandante da UPP São João, prestigiaram a solenidade.

Fonte: PMERJ

A Associação de Oficiais Militares Estaduais parabeniza a Soldado Maria Rita pela excelente iniciativa. Que seu bonito trabalho sirva de motivação para que mais pessoas ajudem a aliviar a dor de seus semelhantes.

 

12.04.2018

PMERJ terá núcleo para investigar participação de policiais em milícias

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro anunciou a criação de uma estrutura dentro da Corregedoria Interna para investigar a participação de Policiais Militares em milícias. A Corporação pretende investir R$ 500 mil na estrutura, com a função de averiguar a relação de crimes cometidos por PMs com práticas de milicianos. Segundo levantamento interno, a corregedoria já identificou condutas criminosas, como o uso de armas irregulares, carros roubados ou furtados, mas que, isoladamente, não configuram atuação em grupos criminosos.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

11.04.2018

Estado terá previsão sobre 13º na próxima semana 

Na próxima semana, o Estado do Rio de Janeiro terá uma previsão sobre o pagamento do que está atrasado do 13º salário de 2017, afirmou o Governador Luiz Fernando Pezão à Coluna do Servidor (O DIA). Estão à espera do depósito 167.111 servidores ativos, aposentados e pensionistas. 

E o Governador também confirmou a possibilidade de quitar a pendência dentro do mês de abril.
Isso porque, para acertar a dívida com esse grupo, o governo fluminense usará recursos da securitização de royalties, que deve render até R$ 3 bilhões ao caixa do Rio, acima do valor necessário para quitar o abono, que é de R$ 1,1 bilhão líquido. E, ainda de acordo com Pezão, a negociação para a operação no mercado externo "está indo bem", e mais detalhes, como a previsão de conclusão, serão informados na semana que vem.

Já receberam o 13º, até o momento, 292.935 vínculos. E o valor líquido integralmente quitado é de R$ 590,3 milhões. O pagamento englobou os professores ativos e demais servidores em atividade da Secretaria Estadual de Educação, funcionários de empresas celetistas e de outros órgãos que custearam a folha com recursos próprios (como Detran e Inea). Além disso, contemplou os ativos, inativos e pensionistas, de todos os órgãos, que têm vencimentos líquidos de até R$ 3.458.

Fonte: O Dia

 

11.04.2018

Terapias complementares são cada vez mais procuradas para prevenção de doenças

Pensando em atitudes para manter a boa disposição física e psíquica, vemos cada vez mais a combinação da medicina convencional com outras terapias e práticas complementares.

Para falar sobre o assunto e sobre as PICs (Práticas Integrativas e Complementares), O DIA convidou a professora de ioga e diretora do espaço YOGAPICs, em Botafogo, Luciana Lobo, e o mastologista pós-graduado em medicina integrativa Sandro Prior. Luciana começa esclarecendo a ideia das PICs.

"A busca pelas Práticas Integrativas e Complementares (PICs) tem crescido. Essas práticas aliadas aos tratamentos médicos tradicionais buscam estimular os mecanismos naturais da recuperação da saúde e também o de prevenção de novas doenças. No caso da ioga e da meditação, são técnicas seguras. A ioga, como o nome mesmo diz, busca a união, a integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade", diz.

" Então, posso afirmar que o YOGAPICs é um espaço onde a ioga, a meditação e outras práticas são realizadas com o objetivo de prevenir doenças, integrar e se aliar a algum tratamento médico", completa.

Segundo Sandro Prior, entre as 29 Práticas Integrativas e Complementares incorporadas pelo SUS atualmente também estão a ioga e a meditação. 

"Temos que diferenciar, baseado em evidências científicas, quais terapias são adequadas para determinadas pessoas e doenças. Quando não temos evidências científicas, temos por obrigação estimular a produção científica. Estudo e procuro oferecer ioga e meditação para pacientes oncológicos. São práticas leves, para iniciantes, que estimula um momento de olhar para si", afirma o mastologista.

A professora de ioga fala da criação do espaço em Botafogo, um sonho de dez anos, que viu se realizar junto com a descoberta de um câncer de mama.

" Encontrei a sala para a construção desse projeto duas semanas antes de ser diagnosticada, e a obra começou junto com a minha quimioterapia. E assim como a sala foi sendo desconstruída e reformada, eu estava vivendo uma reconstrução da minha própria vida", lembra.

"Acabei desenvolvendo uma rotina mais amorosa comigo. Todas as tardes foram preenchidas com as terapias que complementaram meu tratamento médico: ioga, meditação, cura prânica, acupuntura, por exemplo. E é isso que eu compartilho com os alunos, essa necessidade de mudarmos o nosso olhar, de nos cuidarmos e nos amarmos profundamente".

Marcia Capella, 55 anos, aluna do espaço, divide os benefícios das aulas de iogaterapia respiratória. 

"Venho sofrendo com crises constantes de asma a cada mudança de tempo. Já fui parar na emergência inúmeras vezes nos últimos anos. Além disso, sofro de ansiedade, o que aumenta as crises de asma", conta.

"Desde que comecei, há cerca de um mês, não tive mais crise de asma, mesmo com as mudanças de tempo. Não precisei mais usar bombinha, nem corticoide. Os exercícios respiratórios da ioga têm me ajudado muito mesmo".

Luciana Lobo enaltece a importância do olhar ampliado para a saúde e diz que isso vai ao encontro da missão do seu espaço. 

"Queremos empoderar qualquer pessoa que esteja fazendo um tratamento médico ou não, através da conscientização sobre a importância de gerenciar o estresse, ter como hábito uma alimentação saudável e praticar alguma atividade física.

Fonte: O Dia


05.04.2018

Lula à espera de uma tábua de salvação

O Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou na madrugada desta quinta-feira, por 6 votos a 5, o pedido de habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, solicitado pela defesa para tentar evitar que ele fosse preso até que o processo chegasse ao fim em todas as instâncias da Justiça. Com a decisão do Supremo, Lula pode ser preso assim que se esgotarem os recursos na segunda instância - o prazo final para apresentação dos recursos é no próximo dia 11. Em janeiro, o ex-presidente foi condenado em segunda instância a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no processo do tríplex do Guarujá (SP).

Com habeas corpus recusado, quais caminhos jurídicos restam a Lula? Há três caminhos que podem resultar na soltura do petista: 1) sua defesa pode apresentar novos pedidos de habeas corpus; 2) o petista pode ter sua condenação anulada pelos tribunais superiores; 3) O STF pode rever seu posicionamento sobre a prisão após condenação em segunda instância para todos os réus do país, o que beneficiaria Lula.

Clique aqui e leia a matéria completa


05.04.2018

“Ninguém liga para PMs mortos”

Cassia, uma historiadora americana em vias de obter o título de doutorado pela Universidade da Califórnia em Los Angeles; Clayton Fagner, um Policial Militar do Rio de Janeiro, lotado na Unidade de Polícia Pacificadora da favela de Manguinhos e prestes a interromper a breve carreira de PM para se mudar para os Estados Unidos, se casar com a noiva e iniciar uma nova vida. Faltava um pouco mais de um mês para a tão sonhada viagem quando Clayton foi brutalmente assassinado por traficantes da comunidade. Era a madrugada de 29 de abril de 2015. Quase três anos se passaram e o caso de Clayton permanece sem resolução.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

03.04.2018

Estado do RJ: 13º salário de 2017 deve ser pago a partir do dia 16 de abril

O Governador Luiz Fernando Pezão aguarda operação de antecipação de royalties para ter condições de pagar os servidores

Ao que tudo indica, o Estado do Rio terá condições de pagar, a partir do dia 16 de abril, o 13º salário dos mais de 167 mil servidores que aguardam o vencimento. A data foi estipulada em função da estruturação da antecipação de recursos sobre royalties do petróleo, que foi colocada em prática ontem (2).

Uma comitiva estadual vai ao exterior para apresentar o “produto” a interessados. A excursão passará por Londres, Nova York, Boston, Wasghinton, São Francisco e Los Angeles. Fontes indicam que a viagem é certeza de que o Estado está próximo de receber a antecipação.

A previsão é de que a excursão seja concluída no dia 13 de abril. Os valores negociados, porém, não entram de forma imediata:

Governo quer pagar a todos sem prioridades. Diante da previsão de pagar o 13º salário em abril, o Estado não deve adotar a política de priorizar uma ou outra categoria. Não há previsão, por exemplo, de pagar pendências com os servidores ativos da Segurança Pública antes dos demais funcionários.

A ideia é receber os recursos da antecipação e organizar o pagamento para todos os ativos, aposentados e pensionistas. Lembrando que, no fim de 2017, os ativos da Educação e os integrantes da Procuradoria Geral do Estado receberam o 13º. Em janeiro, todos os funcionários que recebiam até R$ 3.458 tiveram seus proventos pagos.

Fonte: Extra

 

02.04.2018

Social: Bombeiros promovem projeto para a terceira idade

O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro (CBMERJ), por meio da 2ª Policlínica (Nova Iguaçu), está desenvolvendo um projeto voltado para a Terceira Idade. Denominado GRUPO MASTER, o programa atende idosos com atividades sociais, culturais, esportivas e de lazer.

Atualmente, o projeto conta com a participação de 40 alunos e tem como público-alvo os militares da Corporação, incluindo Dependentes e Pensionistas, além de moradores do entorno da unidade de saúde. As atividades acontecem duas vezes na semana e tem como objetivo contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos participantes.

Os interessados em participar devem se inscrever diretamente no local, portando original e cópia da identidade, do comprovante de residência e do atestado médico. Informações adicionais podem ser checadas pelo telefone: 2669.2188. O programa é realizado sob supervisão do Serviço de Assistência Social da Policlínica de Nova Iguaçu.

Fonte: CBMERJ

 

27.03.2018

FENEME participa de evento sobre lavratura do TCO pela PM e Polícia Rodoviária Federal


A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), promoveu no último dia 16 um Painel para debater Segurança Pública com diversos especialistas e instituições. 

O objetivo foi ouvir os representantes de entidades sobre TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência), registro de fato tipificado como infração de menor potencial ofensivo, que não ocorre no Mato Grosso do Sul.

O Coronel Marcello Martinez da Polícia Militar de Santa Catarina, um dos Estados pioneiros (Rio Grande do Sul foi o primeiro) na aplicação do termo circunstanciado pela PM, foi um dos palestrantes convidados, assim como o Coronel Elias Milller da PM de São Paulo e Advogado da Federação Nacional de Oficiais PM e BM.

De acordo com a Presidente da Comissão de Segurança Pública, Claudia Paniago, o TCO ajudaria a quantificar os crimes. "A realização do TCO pela Policia Militar e Policia Rodoviária Federal ajudará a reduzir o tempo gasto com registro de ocorrência e reduzir a subnotificação, que acontece quando o cidadão deixa de efetuar o registro do crime na delegacia", citou.

O evento teve o apoio da Associação Comercial de Campo Grande (ACICG) e da Associação dos Oficiais Militares Estaduais de MS (AOFMS), e foi realizado no auditório da OAB/MS.

O auditório ficou cheio e os debates tiveram forte participação dos Delegados de Polícia que se posicionaram frontalmente contra o TCO lavrado pela PM.

Em sua fala o Cel Martinez, que também é Assessor da Presidência da FENEME, esclareceu como eram lavrados há quase 20 anos os TCOs pela Polícia Militar de Santa Catarina, numa média de cerca de 40 mil por ano.

Já o Cel Miler esclareceu aos presentes os aspectos jurídicos em torno do tema, contestando falas anteriores de delegados que mostraram a jurisprudência do STF vencida sobre o tema, em especial quanto aos casos do Amazonas e Paraná que chegaram ao STF.

A Polícia Rodoviária Federal se fez presente pela Inspetora Márcia Rebelo que apresentou os resultados operacionais na instituição, bem como aspectos jurídicos e em especial a economia significativa de recursos financeiros e humanos a partir da lavratura do TCO no local dos fatos, como prescreve a Lei 9.099 de 1995.

Fonte: FENEME

 

23.03.2018

“Estado vê PMs como é descartáveis”, afirma Presidente da AME/RJ

Os Policiais Militares que tiveram suas vidas ceifadas por causa da violência desenfreada no Rio de Janeiro têm nome, pais, filhos, amigos e histórias. Mas, na visão do Presidente da AME/RJ, Coronel Fernando Belo, os PMs são vistos pelo Estado e por parte da sociedade apenas como números.

"A consideração é a de que o policial é um ser descartável. Se morrer, enterra, toca o hino, joga a terra em cima, dobra a bandeira, entrega para a família e coloca outro (PM) no lugar", disse o Presidente à BBC Brasil.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

23.03.2018

Reportagem mostra projeto desenvolvimento pelo Instituto Ideal Brasil

Reportagem TV Brasil com projeto Social Ideal Brasil

“À AME/RJ

At. Sr.Presidente Cel. PM. Carlos Fernando Belo

A/C Sr.Vice-Presidente Administrativo Cel. PM. José Maria de Oliveira

Prezados Senhores,

É com muita alegria e satisfação que recebemos no dia 20/03, em nossa sede em Sulacap, a equipe jornalística da TV BRASIL para uma reportagem desportiva, a qual será exibida no PROGRAMA STADIUM, em data a ser informada nos próximos dias. 

Também tivemos no projeto a OJK REVISTA DE BAIRROS, com abrangência em grande parte da Zona Oeste e parte da Zona Norte do Rio de Janeiro. A revista está sendo impressa, e nos próximos dias estará disponível para a população. Todavia, esta reportagem já está disponível no site www.sulacapnew.com.br

Além da divulgação de nosso projeto desportivo de Inclusão Social, por meio da prática do desporto Atletismo, denominado NDA - Núcleo Desportivo de Atletismo tivemos a oportunidade de difundir verbalmente e, por meio das logomarcas estampadas em nossas camisas, os nomes dos nossos patrocinadores e parceiros.

Queremos,  mais uma vez, agradecer e ressaltar a importância da nossa parceria, a qual nos proporciona a manter este projeto com 22 anos de existência, e pelo qual já passaram mais de 6.500 crianças, adolescentes e jovens. Principalmente, temos a alegria e compensação em afirmar que nenhum destes jovens foi "perdido" para o crime organizado. Pelo contrário, muitos deles foram resgatados e atualmente são pessoas de bem na sociedade.

Isto muito nos orgulha e nos fortalece para dizer o quão é importante a participação da sua responsabilidade social.

Nosso projeto, nosso trabalho, depende disto!

Muito obrigado por estar conosco nesta Missão!

Um forte e cordial abraço a todos,

Professor Ormandino Barcelos

Diretor de Esportes e Coordenador do Projeto NDA.

Rosana Sodré Pazolini

Presidente.”

 

22.03.2018

PMs mortos no RJ: até quando?

Em menos de 24 horas, três Policias Militares foram mortos no Estado do Rio de Janeiro. Dois deles estavam em serviço, e o outro foi assassinado durante uma tentativa de assalto. 

O caso mais recente foi do Soldado Felipe Santos de Mesquita, morto durante um confronto entre PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Rocinha e bandidos na parte baixa da comunidade, na localidade conhecida como Valão.

Mais cedo, o Cabo Luciano da Silva Coelho, 38 anos, foi morto no Largo Santo Antônio, em Cabo Frio, na Região dos Lagos. Batista, que era lotado no 25º BPM (Cabo Frio), foi atingido na cabeça. A arma do policial foi levada pelos bandidos. Segundo a polícia, o militar estava na corporação há sete anos.

Na manhã de hoje, o Sargento Maurício Chagas Barros, de 37 anos, foi morto durante um ataque de traficantes na Favela Gogó da Ema, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Policiais do 39º BPM (Belford Roxo) faziam uma operação na comunidade quando foram atacados.

O número de Policiais mortos no Estado do Rio este ano já chega a 31, sendo 29 PMs e dois Policiais Civis. Dos PMs vitimados, nove estavam de serviço, 16 estavam de folga e dois eram reformados.

Fonte: O Dia

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro está sendo dizimada! Onde isso vai parar? Cadê os direitos humanos a favor dos Policiais? 

 

21.03.2018

Tribunal europeu: casamento homossexual não é um direto humano!

Casamento homossexual: acórdão do Tribunal de Direitos Humanos de Estrasburgo (França)

Por unanimidade, o Tribunal líder mundial dos Direitos Humanos estabeleceu, textualmente, que "não existe o direito ao casamento homossexual".

Os 47 juízes dos 47 países do Conselho da Europa, que integram o pleno do Tribunal de Estrasburgo (Tribunal mais importante do mundo dos Direitos Humanos) emitiram uma declaração de grande relevância, que tem sido surpreendentemente silenciada pelo progressismo informativo e sua área de influência.

Na verdade, por unanimidade, os 47 juízes aprovaram o acórdão que estabelece que "não existe o direito ao casamento homossexual".
A sentença foi baseada num sem número de considerandos filosóficos e antropológicos baseados na ordem natural, senso comum, relatórios científicos e, claro, no direito positivo.

Dentro deste último, principalmente, a sentença foi baseada no artigo n ° 12 da Convenção Europeia dos Direitos Humanos. Dito é equivalente aos artigos dos tratados de direitos humanos, como no caso do 17 do Pacto de San José e n.º 23 do Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos.
Nesta histórica, mas nada divulgada, Resolução, o Tribunal decidiu que a noção de família não só contempla "o conceito tradicional de casamento, ou seja, a união de um homem e uma mulher", mas também que não devem ser impostas a governos a "obrigação de abrir o casamento a pessoas do mesmo sexo".

Quanto ao princípio da não-discriminação, o Tribunal também acrescentou que não existe qualquer discriminação, já que "os Estados são livres de reservar o casamento apenas a casais heterossexuais."

Saiba mais do tema nos links:

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/06/convencao-europeia-dos-direitos-humanos-nao-inclui-casamento-gay.html


http://www.anajure.org.br/tribunal-europeu-diz-que-casamento-gay-nao-e-um-direito-humano/


19.03.2018

NOTA DE FALECIMENTO - PRESIDENTE DO CBPR

É com profundo pesar que estamos comunicando o falecimento do Sr. Gilson José Moreira, Presidente do Centro Beneficente das Praças Reformadas da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro (CBPR), que veio a falecer nesta segunda-feira (19). O velório será terça-feira (20), na Sede da Entidade, situado a Rua Carlos de Oliveira, 156, Abolição, de 9h às 12h. O sepultamento será às 14h, no Cemitério de Irajá.

 


19.03.2018

Benefícios para idosos valem, agora, a partir dos 60 anos

A partir desta segunda-feira será considerado como idoso no Estado do Rio todo cidadão que tiver idade igual ou superior a 60 anos, conforme determina o Estatuto do Idoso (Lei Federal 10.741/03). A mudança foi definida pela Lei 7.916/18, promulgada pelo presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (ALERJ), Deputado André Ceciliano, e publicada no Diário Oficial de hoje.

O projeto, de autoria do Deputado Luiz Martins, havia sido vetado pelo Governador Luiz Fernando Pezão, mas a decisão foi revertida na última terça-feira (13), quando 44 parlamentares votaram pela derrubada do veto.

As leis estaduais em vigor voltadas para esse público, como a que define gratuidade em transportes intermunicipais por micro-ônibus, foram modificadas, alterando a idade mínima de 65 para 60 anos. No total, são 25 leis que garantem gratuidade para espetáculos em espaços públicos, meia entrada em espetáculos, prazo de 30 dias para despacho em processos administrativos e prioridade de atendimento em agências bancárias, entre outros.

“O Estatuto do Idoso já deveria ser cumprido no estado porque o teatro, o cinema e a fila do banco já cumprem. Isso é uma adequação à legislação federal”, defendeu o Deputado Martins.

Fonte: ALERJ

 

16.03.2018

Novo Comandante Geral da PM faz discurso motivador

"Levante a cabeça, olhe para o futuro, honre a sua farda. A Polícia não é imune a erros, nem formada por santos, mas é a instituição que está na linha de frente no combate ao mal e o mal não merece as nossas lágrimas". A afirmação foi feita pelo Coronel Luis Cláudio Laviano, em seu primeiro discurso como Comandante-Geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro. O tom motivador à tropa foi o que restou ao oficial, que espera medidas práticas do Governo Federal, como o envio de recursos.

Clique aqui e leia a matéria

 

16.03.2018

PMs consideram a possibilidade de mudar jornada de trabalho

O Comando da Intervenção Federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro avalia, entre outras medidas, a possibilidade de mexer na jornada de trabalho dos Policiais Militares. Parte da tropa tem escala de 24 horas de expediente por 72 de folga, e uma eventual mudança de regra alteraria intervalos entre os períodos de serviço e descanso.

Clique aqui e leia a matéria completa.

 

14.03.2018

Comandante-Geral da PMERJ toma posse nesta quarta-feira

O Secretário de Estado de Segurança do Rio, General Richard Nunes, dá posse ao novo Comandante-Geral, Coronel Luis Cláudio Laviano, nesta quarta-feira (14), às 16h, no Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), em substituição ao Coronel Wolney Dias Ferreira.

O Coronel Luís Cláudio Laviano tem 49 anos e ingressou na Polícia Militar em 1988. Na Corporação, comandou o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e foi Coordenador das Unidades de Polícia Pacificadora, entre 2014 e 2016. Ao deixar a CPP, o Coronel Laviano foi convidado para comandar a Guarda Municipal da Cidade do Rio de Janeiro, quando sediamos os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, e ultimamente exercia o cargo de Subsecretário Operacional da Secretaria Especial de Ordem Pública da Prefeitura do Rio de Janeiro.

O Coronel Wolney Dias Ferreira deixa o Comando-Geral após 17 meses à frente da Instituição. Oficial experiente, o Coronel Dias comandou a Corporação num período de muita dificuldade em função da crise financeira do Estado. Deixa como um dos principais legados ao seu sucessor, a solução emergencial para recuperar a frota de veículos da Corporação e o pioneirismo no estabelecimento do Bacharelado em Direito como exigência para ingresso ao oficialato da Corporação.


Serviço:

Data: 14/03/2018

Horário: 16h

Local: Batalhão de Polícia de Choque (BPChq)

Endereço: Rua Frei Caneca, s/nº – Estácio

Obs: A imprensa será recepcionada e acompanhada por uma equipe da CComSoc.

Fonte: PMERJ


 

13.03.2018

PMERJ concedeu 16 mil licenças médicas em 2017

De 2015 a 2017, o total de licenças médicas concedidas pela Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) aumentou 31%. Números obtidos pelo Jornal Extra detalham o abatimento da tropa diante da escalada de insegurança em todo Estado. Em 2017, 15.978 concessões foram feitas em função de problemas físicos ou psicológicos. O número foi semelhante ao de 2016, quando 15.970 autorizações foram assinadas. Em 2015, porém, o patamar foi bem inferior, com 12.140 licenças autorizadas.

Clique aqui e leia a matéria completa

 


 09.03.2018

AME/RJ envia carta resposta ao jornalista Ancelmo Gois (O Globo)

Em carta enviada ao jornalista e colunista Ancelmo Gois (Jornal O Globo), a Associação de Oficiais Militares – AME/RJ posicionou-se em relação à questão salarial e passagem para a Reserva Remunerada dos Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militares do Rio de Janeiro.

“Quanto ao valor salarial, diferente de outras instituições, o Oficial PM ou BM só atinge o Posto de Coronel depois de vinte e sete anos desde o seu ingresso como Cadete. Portanto, não é justo colocar a culpa nos Oficiais PM, Instituição sem a qual não haverá democracia, liberdade, vida...”, diz um trecho da carta.

Clique aqui e leia a carta na íntegra

 

09.03.2018

Orgulho: CBMERJ promove 1ª mulher a Tenente-Coronel

Nascida em Realengo, na Zona Oeste, filha de uma auxiliar de enfermagem e de um chofer, a Subdiretora e Instrutora da Escola de Defesa Civil (Esdec) do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro, Kellen Salles acaba de se tornar a primeira mulher Tenente-Coronel combatente da Corporação.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

09.03.2018

Odontologia da PMERJ investe em tecnologia de ponta

Prótese dentária a serviço da família Policial Militar

A Diretoria Geral de Odontologia (DGO) iniciou o processo de aquisição de aparelhos com a tecnologia CAD/CAM para melhor atender aos policiais militares, dependentes e pensionistas que buscam tratamento na Odontoclínica Central da Polícia Militar (OCPM). O novo equipamento estará instalado e à disposição de todos ainda neste semestre.

O sistema CAD/CAM, sigla para os nomes  “Computer aided design” e “Computer aided manufacturing” que podem ser traduzidos como “desenho guiado por computador” e “fabricação guiada por computador”, proporcionará  maior agilidade da colocação de próteses dentárias.

Com este novo método de trabalho, o paciente terá acesso ao procedimento completo em apenas uma consulta. O usuário da OCPM terá sua estrutura bucal mapeada pelo aparelho gerando em seguida a impressão tridimensional das próteses a serem implantadas. Atualmente, é preciso mais de uma visita ao dentista nestes casos. O ganho de tempo permitirá a absorção da demanda de pacientes que aguardam por este tipo de atendimento. Também haverá economia de recursos materiais usados nestes tratamentos, além de promover menor desgaste para o paciente.

A decisão de adquirir o equipamento surgiu em maio do ano passado após visitas à Odontoclínica Central da Marinha do Brasil, no Rio de Janeiro, que utiliza o CAD/CAM. O SubChefe do Estado Maior Administrativo da PM, Coronel Márcio Pereira Basílio; o Diretor Geral de Odontologia, Coronel Bruno; e a Chefe da Odontoclínica na PM, Coronel Marra, são os responsáveis pela iniciativa de disponibilizar o novo serviço à família Polícia Militar.

Apesar das dificuldades enfrentadas em virtude da crise financeira do Estado, com a gestão austera do FUSPOM (Fundo de Saúde da Polícia Militar) foi possível a aquisição do equipamento que proporcionará à família policial um atendimento de qualidade.

Fonte: PMERJ

 

08.03.2018

História Das Mulheres na Vida Militar

Hoje é um dia propício para relembrar a construção de uma história de conquistas e valorização que a mulher alcançou dentro da vida militar.Também é motivo de agradecer e enaltecer essas mulheres que tornam as instituições militares mais humanizadas e empenhadas em prestarem serviços de qualidade à população.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

HOMENAGEM DA AME/RJ AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Essa é uma homenagem da Associação de Oficiais Militares do Rio – AME/RJ à todas as mulheres pelo seu dia, que deve ser comemorado não só hoje, mas todos os dias do ano.

 

07.03.2018

Vitória! Oficiais BMs receberão promoção em menos tempo

Com 51 votos favoráveis e nenhum contrário, foi derrubado o veto parcial ao Projeto de Lei 3.163/17, do Executivo, que se transformou na Lei 7.658/17 e modificou a regra para promoção por merecimento dos Oficiais do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro. O artigo vetado e derrubado pela Assembleia Legislativa (ALERJ) equipara o tempo necessário para a promoção dos Oficiais do Quadro Médico ao dos Combatentes. Hoje, os Combatentes ingressam na Corporação como Soldados e são promovidos a Cabo com seis anos de serviço e a Sargento com mais seis.

Já os do Quadro Médico ingressam como Cabos, mas precisavam de 12 anos para a primeira promoção. A Deputada Enfermeira Rejane lembrou que essa era uma luta antiga da categoria:

Só os Bombeiros da saúde precisavam esperar todo esse tempo para ter uma promoção. Há mais de três anos eles estão aqui, acompanharam as votações, conversaram diversas vezes com representantes do Governo e com os Deputados e hoje eles conseguiram a vitória”, contou.

Bombeiros comemoram. A categoria acompanhou as votações das galerias do plenário. Cabo há dez anos, Jorge Ferreira disse que a medida vai estimular os servidores. “A gente entra na Corporação com um propósito e estar em uma inércia prejudica nossa carreira, desanima. Hoje estamos muito felizes!”.

Também Cabo da Corporação, Leilton Alves Coelho disse que a medida levará justiça aos seus colegas. “Tem Tenente que está a vinte anos na mesma patente. Agora, quem entra como Cabo, em oito anos sai Sargento, em seis, segundo Sargento e assim progressivamente. Isso aqui significa alegria”, comemorou.

Fonte: ALERJ

 

05.03.2018

Aprovada anistia administrativa para Servidores de Segurança

A Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ) aprovou Projeto de Lei, da Comissão de Segurança da Casa, que prevê a anistia administrativa aos Servidores da Segurança Pública que participaram de protestos organizados entre os meses de fevereiro e março de 2017. A medida vai beneficiar os Policiais Militares e Civis, Bombeiros, Agentes Penitenciários e Servidores do Degase que estiveram presentes nas manifestações. 

Segundo a Presidente da Comissão de Segurança, Deputada Martha Rocha, a medida visa respeitar a dor dos Servidores, que cobravam melhores condições de trabalho e pagamento dos salários em dia, entre outras demandas.

“Naquele momento, O Governo do Estado não estava pagando os funcionários em dia. A única solução desses profissionais foi a manifestação. Não é justo punir essas pessoas que estavam lutando por seus direitos”, afirmou a Deputada.

Fonte: Extra

 

23.02.2018

Interventor suspende empréstimo de Policiais para outros órgãos no Rio

 Militares responsáveis pela Intervenção na Segurança Pública do Rio já suspenderam os empréstimos de agentes das polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros e de Agentes Penitenciários para outros órgãos. O recado foi passado pela cúpula de cada corporação em reuniões, nessa semana, no Comando Militar do Leste. Atualmente, 3.131 homens das quatro instituições estão cedidos.

Esse efetivo está lotado em órgãos como a Assembleia Legislativa (ALERJ), Prefeituras diversas, Ministério Público e Tribunal de Justiça. A equipe do interventor, General Walter Braga Netto, estuda solicitar a volta de parte ou de todo pessoal cedido para reforçar o patrulhamento nas ruas do Estado.

A corporação com mais agentes emprestados é a PM, com 2.044 agentes cedidos — efetivo maior, do que o que patrulha os 13 municípios da Baixada Fluminense, região habitada por cerca de 3,73 milhões de pessoas. Só para fazer a segurança dos palácios Guanabara e Laranjeiras, ambos na Zona Sul, onde o Governador Luiz Fernando Pezão trabalha, a PM cede 253 agentes para a a subsecretaria Militar da Casa Civil. O 17º BPM (Ilha do Governador), responsável por patrulhar uma área com 212.574 habitantes, tem efetivo menor: cerca de 200 policiais trabalham na unidade. 

Já a Prefeitura do Rio conta com uma tropa de 97 PMs, oito policiais civis e 11 bombeiros. Do total, 53 PMs são lotados na Casa Militar do Prefeito, e são encarregados da segurança pessoal de Marcelo Crivella e de outras autoridades municipais.

Nas reuniões, além do déficit de homens, a cúpula da PM também apresentou um diagnóstico sobre falta de viaturas na corporação: atualmente, só metade da frota está apta a ir para as ruas. Mais de 1.300 viaturas são consideradas “irrecuperáveis” pela corporação.

Um terço no conserto. Um terço da frota da PM atualmente aguarda manutenção: são 1.838 viaturas momentaneamente fora das ruas. Segundo a corporação, quase 200 carros estão paradas para inquérito técnico.

Antes do decreto da intervenção, a PM fechou a compra de 580 novas viaturas, modelo Ford Ka, para serem usadas como radiopatrulhas e no serviço reservado. Até abril, chega a primeira metade do lote comprado. Em novo pregão eletrônico, a ser marcado nos próximos dias, serão compradas outras 180 carros, do tipo picape.

Faltam também armas na PM. A última compra de fuzis para a corporação aconteceu em 2013, quando 600 armas, calibre 7,62mm, foram compradas exclusivamente para o Batalhão de Operações Especiais (Bope). O restante da tropa usa armas com pelo menos dez anos de uso.

Fonte: Extra

 

22.02.2018

Aprovada lei que garante aposentadoria a PMs e Bombeiros que forem expulsos

A Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ) aprovou, nesta quinta-feira (22), o Projeto de Lei que determina o recebimento de aposentadoria mesmo para PMs e Bombeiros expulsos de suas corporações. Com a aprovação em segunda discussão, segue para a sanção do Governador Luiz Fernando Pezão. A lei, se publicada por ele, só vale para Servidores Fluminenses.

Como o texto cita "proventos", a proposta abarca aposentadoria, mas também pensão para a família em caso de morte. O autor do projeto é o deputado Paulo Ramos, atualmente sem partido.

"Os proventos resultam da contribuição. Ele (militar) pagou (os impostos) a vida inteira, é um direito adquirido. Ele pagou para ter aquele direito. A aposentadoria não é uma concessão do poder público, é o reconhecimento de um direito", afirma o autor.

Para o Deputado Ramos, a diferença principal do servidor civil para o militar é que este continua submetido à hierarquia militar mesmo quando se aposenta.

Enquanto um servidor civil pode perder a aposentadoria depois de um processo iniciado antes da inatividade, diz ele, o militar pode se desentender com um superior e acabar sendo expulso, perdendo os proventos.

"As situações mais frequentes não são, por exemplo, por envolvimento com milícia. Se ele for expulso, ele perde o posto ou a graduação, o que já é uma perda grande. Deixa de ser militar, não pode arrumar um bico, não pode andar armado. A condição ele perde, mas a aposentadoria ele continua tendo porque contribuiu".

Fonte: G1

 

08.02.2018

Estado do Rio vai quitar atrasados e por mais 2 mil PMs nas ruas

Antes sem previsão de acontecer, as dívidas das horas extras de Policiais Civis e Molitares serão pagas pelo Estado antes do Carnaval, mais precisamente nesta sexta-feira (9). Também serão acertadas as pendências do Programa Estadual de Integração na Segurança (PROEIS). Ao todo, serão depositados R$ 22 milhões.

A decisão do Governo se deu por conta da grave crise na Segurança Pública, e após reunião do Governador Luiz Fernando Pezão com o Secretário Roberto Sá.

O Governador, inclusive, autorizou a liberação de R$ 8 milhões por mês para retomar, de imediato, o pagamento de horas extras feitas por Policiais Civis e Militares, além do Sistema Integrado de Metas (SIM). O objetivo é reforçar o policiamento diário nas ruas com até mais dois mil agentes.

O Governador afirmou que o pagamento será feito "com dinheiro da arrecadação, que vem melhorando". E ressaltou também que vai quitar o SIM, no valor total de R$ 76.982.476,84. O crédito será parcelado em quatro vezes, a partir de fevereiro.

VEJA O QUE SERÁ PAGO E A PREVISÃO DOS DEPÓSITOS:

Regime Adicional de Serviço (RAS) e Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis):

Quando será pago?

Nesta sexta-feira, dia 9 de fevereiro. O gasto previsto é de R$ 22 milhões.

Quais categorias terão direito?

Policiais civis, militares e agentes penitenciários.

Metas devidas

Quando será pago?

Será pago ao final dos meses de fevereiro, março, abril e maio. Não foi estabelecida uma data. O gasto total será de 77 milhões (R$ 19 milhões por mês).

Quais categorias terão direito?

Policiais civis e militares.

Fontes: O Dia/Extra

 

07.02.2018

Rio de Janeiro à espera de um Plano de Segurança

Uma semana depois de o Ministro da Defesa, Raul Jungmann, garantir que a partir do dia 5 de fevereiro a Sociedade Fluminense seria agraciada com um novo Plano de Segurança para dar um basta à violência, o Estado viveu dias de selvageria. Sem que qualquer estratégia de proteção ao cidadão fosse colocada em prática, além das costumeiras interdições em vias importantes como as Linhas Amarela e Vermelha e a Avenida Brasil.

A Assessoria do Ministro informou que o Plano de Segurança Integrado Rio 2018 está pronto, mas que tem de ser anunciado pelo Governo Estadual. O Governador Luiz Fernando Pezão admitiu que recebeu o documento, mas não teve tempo de analisar.

O que se vê é a total falta de sintonia entre os Governos!!!

"O trabalho está andando. O Presidente [Câmara] Rodrigo Maia marcou reunião para esta quinta-feira (8). Tive que ir ontem [segunda] para Brasília. Então não vi o documento. Passei para minha área de segurança. O trabalho não parou em nenhum momento. Acho que essa semana. E no dia 26 é nossa reunião final",explicou o Governador.

Fonte: O Dia

 

06.02.2018

Estado do Rio tenta acelerar chegada de recursos para quitar restante do 13º salário/2017

As negociações do Governo do Estado do Rio de Janeiro para acelerar a antecipação de receitas de royalties e participações especiais seguem, e a tentativa é de que os recursos estejam disponíveis ainda este mês. O Executivo está contando com o dinheiro para quitar o restante do décimo terceiro de 2017. Há mais de 165 mil servidores – entre Ativos, Aposentados e Pensionistas –  aguardando o benefício. Enquanto isso, o Executivo continua fazendo seus cálculos para garantir o pagamento de janeiro a todo o Funcionalismo no décimo dia útil, que cairá em 16 de fevereiro.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

05.02.2018

PMERJ entrega ao Governador Luiz Fernando Pezão propostas para melhorar a segurança no Estado

O Comandante-Geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Coronel Wolney Dias, entregou ao Governador do Estado, Luiz Fernando Pezão, 16 propostas aprovadas durante a Conferência “O Futuro Começa Hoje – Ações PMERJ 2018”, evento promovido pela Corporação em parceria com a ONG Viva Rio na sede da FIRJAN, entre os dias 31/01 e 1º de fevereiro, com objetivo de traçar medidas práticas para melhorar o policiamento preventivo este ano. Ao todo foram apresentadas 80 propostas, das quais foram selecionadas 16 pelo critério de relevância e exequibilidade no curto prazo. Confira:

PROPOSTAS ORIUNDAS DA CONFERÊNCIA “O FUTURO COMEÇA HOJE: AÇÕES PMERJ 2018”, REALIZADA NOS DIAS 31 DE JANEIRO E 1° DE FEVEREIRO DE 2018

1) Eixo 1 – Absenteísmo na PMERJ (afastamento por motivos de saúde):

– Alteração do Decreto n° 43.411, de 10 de janeiro de 2012, associando a progressão na carreira à condição de saúde do Policial Militar. Somente PMs que estiverem em condições plenas de saúde serão promovidos, a exceção dos feridos em serviço.

– Proposta de tratamento e reabilitação para o policial militar que se encontra de Licença para Tratamento de Saúde ou outras restrições.

2) Eixo 2 – Reorganização territorial da presença policial:

– A proposta de criação, extinção e modificação de qualquer RISP ou AISP, a ser remetida a SESEG, deverá ser considerada uma atribuição estratégica do Comando da Polícia Militar, ratificando-se o que já prevê a legislação atual através de Portaria do Comando Geral da PMERJ, tornando o processo de divisão territorial mais racional.

– Distribuição de efetivo de acordo com critérios técnicos a serem construídos pela PMERJ.

3) Eixo 3 -Vitimização Policial

– Blindar instalações e viaturas de Unidades Policiais mais vulneráveis a ações criminosas, colocando nos termos de referência para aquisição e construção essa exigência.

– Estabelecimento de Parâmetros mínimos de segurança para a atuação do policial militar em Unidades Operacionais, especialmente no que se refere a estrutura logística e operacional de UPPs, concomitantemente com o estabelecimento de protocolos de atuação que garantam sua continuidade.

4) Eixo 4 – Indicadores de desempenho

– Construção e aplicação pela PMERJ de indicadores que permitam avaliar o desempenho do Comandante frente a uma Unidade Operacional, dando-lhe o tempo mínimo de 1 (um) ano para gerenciar essa Unidade, considerando esta avaliação para fins de progressão na carreira de oficial.

– Acesso irrestrito às informações e dados, e quaisquer outros mecanismos de controle e monitoramento em posse da SESEG, oriundas da Polícia Militar.

5) Eixo 5 – Projetos e Parcerias

– Ampliação de parcerias público-privadas através da busca de novas fontes de recursos. Por exemplo, proposta de Decreto que estabelece que a Concessionária que vencer o contrato de licitação para exploração de vias como Linha Amarela e Transolímpica, deverá aparelhar o BPRV e os Batalhões da área cujo leito da rodovia lhes transpasse. O montante mensal seria de 60.000 UFIR-RJ. Em 1° de fevereiro de 2018, este valor equivale a R$200.000,00.

– Captação de verba através de 5% das bilheterias de grandes eventos – Preço público – para as áreas de Ensino e Saúde da PMERJ (extensivo aos dependentes).

6) Eixo 6 – Valorização do Policial Militar e sua família

– Inclusão no Decreto, que dispõe sobre o pagamento de benefício indenizatório à dependentes de Policiais Militares, artigo que abarque os PMs inativos mortos por projétil de arma de fogo em razão de serem reconhecidos como policiais militares.

– Instalação do serviço de assistência jurídica da corporação. Fornecer serviço através de corpo especializado em demandas decorrentes de ato de serviço e em que as ocorrências advirem pela natureza da profissão.

7) Eixo 7 – Meritocracia e Progressão na Carreira

– Alteração nos dispositivos dos Decretos n° 22.169/96 e 532/75 que tratam do interstício para promoção de praças e oficiais, visando um processo mais equilibrado para progressão na carreira.

– Regulação dos critérios para acesso aos cursos de progressão na carreira policial militar.

 8) Eixo 8 – Governança Corporativa

– Implementação do serviço que permita o PM registrar ocorrências on-line em tablet e celular, através de aplicativo, permitindo celeridade, acompanhamento em tempo real das ocorrências e acesso imediato ao banco de dados de veículos e identificação civil.

– Proposta de PLC alterando a lei complementar nº 15 de 1980 incluindo nas competências da PGE na defesa de policiais militares quando no cometimento de atos próprios de polícia.

Fonte: PMERJ.

 

01.02.2018

Seminário da PM: 16 propostas para melhorar a segurança do Rio

O Seminário “O futuro começa hoje, ações da PMERJ 2018’’, na Firjan, vai tirar 16 propostas para que o Governo do Estado implante ainda este ano uma estratégia para melhorar os indicadores de segurança no Estado. O documento será entregue ao Governador Luiz Fernando Pezão. O Seminário, que começou ontem (31) e continua nesta quinta-feira, conta com a participação de 220 pessoas, entre militares, especialistas em segurança e pessoas da sociedade civil.

Ao todo, foram eleitos oito temas para discussões: o absenteísmo na PM: os impactos dos afastamentos e licenças; reorganização territorial da presença policial; vitimização policial; indicadores de desempenho; projetos e parcerias; valorização do policial militar e família; meritocracia e progressão de carreira; e governança corporativa.

— Esse seminário é realizado em um momento em que o Estado está se reestruturando financeiramente. Tudo aponta para uma mudança de cenário este ano. O Governador tem o compromisso de contratar policiais assim que for regularizada a situação dos servidores. Todos esses temas, sem exceção, são imprescindíveis para melhorar as condições de trabalho da nossa tropa. Para melhorar a prestação de serviços e atender as demandas da sociedade. Vamos ter metas de desempenho em cada um dos temas elencados — disse o Comandante-Geral da PM, Coronel Wolney Dias.

De cada painel serão tiradas duas propostas. Uma plenária será realizada para a votação do documento final a ser entregue para o Governador. As propostas incluirão metas a ser cumpridas pela Corporação ao longo do ano. O Secretário de Segurança Pública, Roberto Sá, disse que o evento vai consolidar diretrizes que já vinham sendo discutidas desde outubro.

— Não temos tempo a perder. São vidas que precisam ser salvas. São servidores que precisam ser valorizados. Ao ouvir representantes da PM e da sociedade civil organizada, estamos traçando um caminho. Temos que ter planejamento, temos que ter metas — disse.

O antropólogo Rubem César Fernandes, Secretário-Executivo da ONG Viva Rio, que realiza o evento em parceria com a PM, acrescentou:

— A temática é rica. São ações para serem implantadas ainda em 2018. É uma iniciativa para quem procura esperança. Para sair desse clima de desencanto, de bater cabeça. Estamos procurando um caminho que possa demonstrar ser possível levantar a moral em meio a uma tormenta que estamos vivendo. Os oito grupos vão apresentar metas, objetivos e indicadores. São objetivos concretos.

Fonte: Extra

 

01.02.2018

‘Se mata PM aqui como se mata galinha", diz Governador Luiz Fenando Pezão

“Uma série de pessoas fica questionando (a política de segurança) no asfalto, mas alimenta o tráfico de drogas. Isso é uma grande vergonha. Se tem guerra pelo comando é porque tem consumidor e dá dinheiro. São territórios (as comunidades) dominados por fuzis. Eu quero que vocês me ajudem também, me deem o caminho. Eu não quero botar polícia lá trocando tiro o tempo inteiro. Eu só quero policial morto? No Rio ano passado foram 134, isso não é normal. *Se mata polícia aqui como se mata a galinha. Isso não é normal”.

A declaração acima foi dada pelo Governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão, durante um encontro com moradores da Rocinha na última segunda-feira (29), no Palácio Guanabara. 

Na oportunidade, o Governador afirmou que está em contato permanente com a área de Segurança do Estado e que a prioridade é retirar as armas das mãos dos criminosos, principalmente os fuzis. Ele destacou que, para alcançar essa meta, o cerco à entrada de armamentos nas rodovias e o trabalho de inteligência, com o uso da tecnologia, têm sido importantes. E reconheceu que o projeto das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) teve que ser modificado devido à queda da arrecadação do Estado, mas frisou que a criação do Fundo de Segurança garantirá mais recursos para a área.

Com informações do G1.

* Chegou a 14 o número de Policiais Militares assassinados no Estado do Rio este ano.

 

01.02.2018

Verdade ou mentira? Mais de 150 mil Servidores da Segurança terão direito a reajuste salarial

De acordo com a Secretaria Estadual de Fazenda e Planejamento e o Rioprevidência 150.775 servidores ativos, inativos e pensionistas terão direito a reajustes sobre os vencimentos de janeiro, pagos em fevereiro. Os percentuais dizem respeito à quarta parcela dos aumentos aprovados pela Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ), a pedido do Governo do Estado, em 2014. Serão beneficiados Policiais Militares e Civis, Bombeiros Militares, Delegados e Agentes Penitenciários.

Em relação à folha dos ativos, o impacto mensal da correção dos vencimentos será de quase R$ 32 milhões, com peso anual de cerca de R$ 414 milhões. Segundo dados passados pelo Estado do Rio à União, o peso dos aumentos, incluindo os inativos, deverá chegar a R$ 1 bilhão por ano.

Terão direito à paridade (percentuais de aumento iguais aos dos ativos) os aposentados e os pensionistas que ingressaram no serviço público até 2003. No caso daqueles que entraram para o Rioprevidência a partir daquele ano, o percentual aplicado será de 2,07%, relativo à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2017.

A previsão de pagamento dos vencimentos corrigidos é 16 de fevereiro, 10º dia útil do mês seguinte ao trabalhado. Os beneficiados por este reajuste ainda terão direito a uma última parcela de correção, a ser aplicada em janeiro de 2019. No fim de 2016, o Governo do Estado tentou adiar o pagamento dos percentuais, mas o pedido sequer chegou a ser votado pela ALERJ, após uma decisão do então presidente da Casa, Deputado Jorge Picciani.

Fonte: Extra

 

31.01.2018

PM realiza conferência para melhorar policiamento no Estado do Rio

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, em parceria com o Viva Rio, inicia nesta quarta-feira, dia 31, a conferência "O futuro começa hoje – ações PMERJ 2018". Durante dois dias de debates, especialistas da Corporação e de outros segmentos da sociedade estarão reunidos na Federação das Indústrias do Estado do Rio de janeiro (FIRJAN), no Centro do Rio, para definir ações práticas capazes de melhorar o policiamento preventivo e ostensivo. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site 

http://www.pmerj.rj.gov.br/2018/01/conferencia-da-pm-vai-definir-medidas-praticas-para-melhor-policiamento/

Várias autoridades e convidados participaram do evento, entre elas, o Ministro da Defesa, Raul Jungmann, o Secretário de Segurança Pública, Roberto Sá, e o Secretário-Executivo do Viva Rio, Rubem Cesar Fernandes. Os organizadores dividiram os temas em oito eixos centrais, todos voltados, em última instância, para atender as demandas da sociedade na área de segurança pública e, consequentemente, reduzir os índices criminais.

No encerramento, o Comandante-Geral da PMERJ, Coronel Wolney Dias entregou ao Governador do Estado do Rio, Luiz Fernando Pezão, as propostas aprovadas durante os debates.

Fonte: PMERJ

 

26.01.2018

É amanhã: Bombeiros participam de campanha contra febre amarela no RJ

Neste sábado, dia 27 de janeiro, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) participa da campanha estadual contra a febre amarela. Trinta (30) unidades da Corporação irão abrir as portas para a vacinação da população das 8 às 17 horas. Aproximadamente 400 militares estarão envolvidos na força-tarefa em apoio à Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Na preparação para o Dia D, os Bombeiros receberam instruções de uma equipe da SES, na última segunda-feira (22), no auditório da Diretoria Geral de Saúde do CBMERJ. A capacitação abordou a nova estratégia de imunização e o esclarecimento de dúvidas.  

Abaixo, segue a relação de postos de vacinação do Corpo de Bombeiros:

CAPITAL - Hospital Central Aristarcho Pessoa (HCAP – Rio Comprido); Grupamento Operacional do Comando-Geral; Quartel do Humaitá (1º GBM); Quartel do Méier (2º GBM); 1ª Policlínica Militar – Campinho; Destacamento da Tijuca (DBM 3/11); Grupamento de Busca e Salvamento (GBS – Barra da Tijuca); Quartel de Campo Grande (13º GBM); Quartel de Copacabana (17º GBM); Destacamento de Santa Cruz (DBM 1/13)

BAIXADA FLUMINENSE - Quartel de Duque de Caxias (14º GBM); Quartel de Nova Iguaçu (4º GBM; Destacamento de Belford Roxo (DBM 2/4); Destacamento de São João de Meriti (DBM 1/14); Destacamento de Seropédica (DBM 4/4); Posto Avançado de Nilópolis (PABM 1/4)

REGIÃO METROPOLITANA - Quartel de Niterói (3º GBM); Destacamento do Colubandê/São Gonçalo (DBM 3/20)

REGIÃO LITORÂNEA - Destacamento de Saquarema (DBM 1/27); Quartel de Cabo Frio (18ª GBM); Quartel de Macaé (9º GBM)

REGIÃO NORTE/NOROESTE - 4ª Policlínica Militar – Campos dos Goytacazes; Quartel de Itaperuna (21º GBM)

REGIÃO SUL FLUMINENSE - Quartel de Volta Redonda (22º GBM); Destacamento de Valença (DBM 2/22); Destacamento de Vassouras (DBM 5/22)

REGIÃO COSTA VERDE - Quartel de Angra dos Reis (10º GBM)

REGIÃO SERRANA - Quartel de Nova Friburgo (6º GBM); Quartel de Petrópolis (15º GBM); Quartel de Teresópolis (16º GBM)

Fonte: CBMERJ

 

26.01.2018

PT ignora decisão do TRF4 e lança Lula pré- candidato à  Presidência

Um dia depois do Tribunal Regional Federal da 4ª Região ter mantido por unanimidade a condenação - 12 anos e 1 mês - do Ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT, através de sua Presidente, Senadora Gleisi Hoffmann, confirmou a pré-candidatura de Lula à Presidência da República.

Clique aqui e leia a matéria completa

O povo brasileiro não pode manter essa corja no poder. A irresponsabilidade dos governos do PT empurrou o Brasil para uma crise econômica-política-social-moral sem precedentes!!!

 

25.01.2018

Correios vão permitir rastreamento de encomendas pelo CPF

Nesta quinta-feira (25), dia em que completam 355 anos de serviço postal no Brasil, os Correios lançam uma nova ferramenta que permitirá aos usuários o acompanhamento de suas encomendas e objetos registrados por meio de seu CPF ou CNPJ, dispensando a obrigatoriedade de informar o código do objeto.

Com a nova funcionalidade, que é gratuita, o cliente poderá informar apenas o seu CPF ou CNPJ, e ter acesso a todas as encomendas em que seja remetente ou destinatário.

“Atendendo a uma demanda antiga dos nossos clientes, criamos uma ferramenta que irá melhorar a experiência de quem usa os serviços dos Correios. Agora, basta informar o número do CPF para saber o andamento de uma encomenda”, ressalta o Presidente dos Correios, Guilherme Campos.

Como funciona . Para realizar a consulta, devem ser informados os CPFs do remetente e do destinatário no momento da postagem do objeto em uma agência dos Correios. Após a postagem, a qualquer momento, o destinatário ou o remetente podem acessar a página de rastreamento no site dos Correios (http://www2.correios.com.br/sistemas/rastreamento/), informar o CPF, e inserir login e senha – previamente cadastrados no portal.

Serão exibidos, então, todos os objetos registrados (cartas ou encomendas) que tenham sido associados ao documento do usuário que fez o login, seja como destinatário, seja como remetente. O mesmo vale para consultas feitas pelo CNPJ.

Fonte: Correios

 

23.01.2018

IIB e AME/RJ: para mais um ano de uma parceria vitoriosa

Instituto Ideal Brasil (IIB) exalta importância da renovação da parceria com a Associação: “Fundamental para a manutenção mensal das atividades, assim como no auxílio à diversas famílias”.

Confira abaixo a mensagem enviada pelos senhores Ormandino Barcelos e Rosana Pazolini, respectivamente, Diretor de Esportes e Presidente do IIB:

“PARCERIA 2018

À Presidência da AME/RJ: Cel. PM. Carlos Fernando Ferreira Belo

Aos Cuidados: Vice-Presidente Administrativo Cel. PM. José Maria de Oliveira.

Prezado Senhor,

Nas mensagens que enviamos regularmente no transcorrer da temporada 2017, temos enfatizado os resultados e fotos das nossas atividades e participações nas competições de atletismo oficiais do Rio de Janeiro e nos Campeonatos Brasileiros, para os quais o provérbio chinês “Uma imagem vale mais que mil palavras.” Traduz todo o trabalho e importância do Projeto Social Desportivo NDA – NÚCLEO DESPORTIVO DE ATLETISMO desenvolvido pelo nosso Instituto Ideal Brasil (IIB).

A materialização da relevância da parceria do AME/RJ com o Instituto Ideal Brasil se faz no alcance dos objetivos da RESPONSABILIDADE SOCIAL, PREVENÇÃO À CRIMINALIDADE e INCLUSÃO SOCIAL de centenas de jovens residentes na Sulacap e nos bairros ao entorno. De forma que, solicitamos a V.S.ª a renovação desta vitoriosa parceria para o ANO 2018, a qual continuará a proporcionar a estas crianças, adolescentes e jovens a oportunidade de se incluírem socialmente e garantirá suas participações nas oficinas de atletismo, e certamente, continuarão preenchendo suas horas ociosas de forma saudável. Continuarão a sonhar e realizar objetivos concretos em suas vidas!

Neste período com a nossa parceria, a qual tem nos oportunizado o desenvolvimento atlético de vários alunos-atletas, muitos deles com oportunidades reais de integrarem as Seleções Olímpicas do Brasil nos próximos ciclos olímpicos, mas também divulgar a nossa parceria em todo o país, em competições nacionais.

Pelo acima exposto e, por todo o trabalho social e desportivo que realizamos com estes jovens, solicitamos a continuidade e renovação deste tão importante parceria, cuja verba de R$ 1.000,00 (Hum mil reais) é fundamental para a manutenção mensal das atividades, assim como no auxílio à diversas famílias, por meio dos alunos-atletas.

Desde já, em nome de nossa equipe e nossas crianças, agradecemos e aguardamos pronunciamento.

Que toda a Equipe AME/RJ tenha um ANO de FARTURA e HARMONIA em seus lares, com muita SAÚDE e PROSPERIDADE.

São os sinceros votos da Equipe IDEAL BRASIL.

Professor Ormandino Barcelos e Rosana Pazolini

Diretor de Esportes e Presidente

INSTITUTO IDEAL BRASIL”.

 

23.01.2018

Dívida do Governo do Rio com os Servidores passa de R$ 1 bilhão

Gratificações da Segurança e o restante do 13º: Rio ainda deve R$ 1,2 bi aos servidores

Quanto às pendências que o Governo Estadual ainda tem, a maior delas diz respeito ao que falta ser pago do 13º salário de 2017. O Rio de Janeiro não quitou o abono natalino para 167 mil funcionários. A dívida gira em torno de R$ 1,1 bilhão. Outra dor de cabeça que ainda atormenta o Estado é causada pelos débitos referentes ao Regime Adicional de Serviço (RAS), ao PROEIS e às metas alcançadas por Policiais, Civil e Militar. Segundo integrantes do Governo, as pendências superam R$ 60 milhões.

O Governador Luiz Fernando Pezão, durante uma reunião com os Servidores, alegou que utilizaria o recém-criado Fundo de Segurança Pública para encerrar as dívidas. Aprovado pela Assembleia Legislativa (ALERJ), em dezembro, o Fundo vai receber parte da receita que entra sobre os royalties do pré-sal. Há uma perspectiva de que as bonificações sejam pagas até fevereiro. No caso do 13º, novos depósitos dependem da arrecadação e da antecipação de recursos que terão como garantia as receitas sobre os royalties do petróleo.

Sobra do repasse aos Poderes poderá ser utilizada para o 13º. Para esta semana, o Estado terá como principal obrigação o repasse obrigatório aos Poderes. Caso o Tesouro consiga reservar o necessário para cumprir suas obrigações junto ao Legislativo e ao Judiciário até o início da próxima semana, o que sobrar da arrecadação será utilizado para quitar ao menos uma parte do 13º salário. Por ser um passivo grande (R$ 1,1 bilhão), o Governo Estadual vai escalonar os próximos depósitos, como tem feito nos últimos pagamentos.

Fonte: Extra

 

22.01.2018

Projeto Botinho: inscrições abertas até 31 de janeiro

Estão abertas até o dia 31 de janeiro as inscrições para o Projeto Botinho 2018,Colônia de férias do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro que estimula a cultura de prevenção a acidentes marítimos. As atividades vão contemplar 3.900 crianças e jovens. 

O programa gratuito, que acontece desde 1963, tem o objetivo de estimular a cultura de prevenção a acidentes marítimos por meio de atividades lúdicas e orientadas. A garotada recebe noções de preservação do meio ambiente, orientações sobre as condições do mar, sobre primeiros socorros e dicas para evitar afogamentos. 

Segundo o Comandante das Atividades de Salvamentos Marítimos, Coronel Sérgio Luiz Continho, os participantes não só aprendem sobre temas diversos como são importantes disseminadores de conhecimentos entre o círculo familiar e de amigos.

– Estamos em 30 praias do Estado. É uma grande oportunidade de promover a interação social e orientar quanto à necessidade da cultura de prevenção – disse o Comandante.

Durante as aulas do projeto Botinho, os alunos são divididos em três turmas: Golfinho (7 a 10 anos), Moby Dick (11 a 14 anos) e Tubarão (15 a 17 anos).

Fonte: CBMERJ

 

22.01.2018

Relatório de produtividade da PMERJ em 2017

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro divulgou recentemente os dados referentes à produtividade da Corporação no ano de 2017. Conforme os números apontados foram feitas  mais de 900 mil ocorrências, apreendidas mais de 6.900 armas de fogo e efetuadas mais de 27 mil prisões.

Confira:

- Armas de fogo apreendidas: 6.928

- 382 Fuzis;

- 357 Artefatos explosivos;

- 416 Granadas.

- Drogas apreendidas: mais de 32mil kg

- Atendimentos registrados: 909.504;

- Violência contra a mulher: 100.935;

- Prisões: 27.475;

- Apreensão de menores: 6.721.

Fonte: www.pmerj.rj.gov.br

 

17.01.2018

Sancionada lei que exige curso Superior em Direito a candidato a oficial da PMERJ

O Governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão sancionou a lei que determina que os candidatos interessados em participar de Cursos para a Formação de Oficiais da Polícia Militar terão que ter o título de Bacharel em Direito. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado e altera o Estatuto dos Policiais Militares do Rio.

A alteração, que era um desejo antigo da categoria, é uma forma de dar uma maior garantia jurídica a regra. O último concurso para a Formação de Oficiais da PM cobrou a formação em Direito. Porém, a exigência foi questionada por alguns candidatos na Justiça. No fim, o Estado conseguiu validar o pré-requisito.

Anteriormente qualquer diploma de nível superior era aceito para os candidatos aos cargos de oficiais. Após ser constatada a necessidade de regulamentação, o projeto de lei que exigia formação específica foi encaminhado à Assembleia Legislativa (ALERJ), que aprovou a obrigatoriedade do diploma. 

Fonte: O Dia

 

15.01.2018

Febre Amarela: esclareça suas dúvidas

Até agora foi registrada uma morte confirmada por Febre Amarela no Rio de Janeiro. O caso aconteceu em Teresópolis, na Região Serrana. Segundo a Prefeitura do Município, a vítima era um homem de 48 anos que trabalhava e morava numa região rural. Outras três mortes estão sendo investigadas em Valença, no Sul Fluminense.

A aplicação das vacinas contra Febre Amarela fracionadas começará no dia 19 de fevereiro e vai até 9 março deste ano. A medida será adotada pelo Ministério da Saúde em três Estados: Rio de Janeiro, Bahia e São Paulo. Com a divisão, uma dose que antes era aplicada em uma só pessoa será destinada para quatro.

Geralmente, o Brasil segue a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) de uma dose da vacina, que faz parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI). Quem toma a vacina da Febre Amarela no Brasil está imunizado pelo resto da vida.

No país, as crianças devem receber a vacina aos 9 meses e aos 4 anos de idade. Para quem não tomou as doses na infância, a orientação é de uma dose da vacina.

Segundo o Ministério, a dose fracionada não será destinada a todos. Crianças de 9 meses a até 2 anos, pessoas com condições clínicas específicas (como pacientes com HIV/Aids), gestantes e viajantes internacionais vão continuar tomando a dose padrão. A dose fracionada também não vale para quem for viajar a países que exijam o certificado internacional de vacinação contra a Febre Amarela.

Fonte: O Globo

A fim de esclarecer sobre os principais pontos desse assunto, a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) preparou um guia. Clique aqui para acessar.

 

15.01.2018

Secretaria de Segurança investe em ações de apoio a PMs viciados em álcool, drogas e jogos

Para levar mais informação aos Policiais Militares e qualificá-los a orientar a população, a Secretaria de Segurança vai anunciar uma agenda de palestras do Narcóticos Anônimos em Batalhões e Delegacias a partir de fevereiro. Na próxima semana, cartazes do N.A. com os telefones dos grupos serão colados nas unidades de Segurança de todo o Estado.

Clique aqui e leia a matéria completa

 

10.01.2018

PMs e Bombeiros encerram greve no Rio Grande do Norte

Os Policiais e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte aceitaram a proposta do Governo do Estado para encerrar a greve, iniciada no dia 19 de dezembro. A formalização do fim da greve deve acontecer nesta quarta-feira (10) após assembleia da categoria.

"Os policiais já definiram para não manter o movimento e em contrapartida o governo se comprometeu a dar condições de trabalho. A categoria já decidiu à unanimidade o retorno nas atividades e estamos apenas colocando no papel", afirma Roberto Campos, Presidente da Associação de Cabos e Soldados da PM.

Representantes do Poder Executivo se reuniram com os representantes das associações de Policiais e Bombeiros Militares ontem (9), para tentar chegar a um acordo. O Executivo redigiu um Termo de Ajustamento de Gestão com as propostas para os Servidores, com o objetivo de acertar com eles as medidas que serão adotadas para que os Policiais e Bombeiros retornem ao trabalho.

Os PMs querem a garantia do Governo do Estado de não abrir nenhum processo administrativo ou motivar qualquer sanção à categoria; o pagamento integral do salário de dezembro aos Ativos, Reservistas e Pensionistas no dia 12 de janeiro; a disponibilização de verbas federais para investimento em infraestrutura; o aumento do vale alimentação de R$ 10 para R$ 20, bem como o reajuste da diária operacional, que era R$ 50, para R$ 107,15. Além disso, o Governo se comprometeu com a chegada de 50 novas viaturas para os batalhões da Polícia Militar.

Greve. Os Policiais reivindicavam o pagamento dos salários e melhores condições de trabalho. Dentre as dificuldades apontadas pelos PMs, estão a precariedade das viaturas, falta de munições e coletes à prova de balas vencidos.

No dia 4 de janeiro, os Policiais Militares entregaram um documento com 18 reivindicações ao Comando da Polícia Militar e ao Governo do Estado. No dia 6 de janeiro, o Governador decretou calamidade na Segurança Pública. Segundo ele, o decreto iria facilitar a compra de equipamentos que melhorem as condições de trabalho dos Policiais.

Durante a greve, a onda de violência aumentou no Estado, principalmente na Capital. Foram registrados vários roubos e arrombamentos. A Força Nacional foi acionada e 100 homens foram enviados ao Rio Grande do Norte. Além disso, o Governo Federal enviou, no dia 30 de dezembro, 2,8 mil homens das Forças Armadas para reforçaram o patrulhamento das ruas. A permanência das Forças Armadas no RN termina dia 12 de janeiro.

Fonte: G1

 

05.01.2018

Rio já tem dois PMs mortos em 2018

A rotina de mortes de Policiais Militares no Rio de Janeiro continua em 2018. Em cinco dias, o Estado já registra dois casos: o Soldado Ivanderson da Silva Pinheiro, de 38 anos, em São Gonçalo, na Região Metropolitana, e o Sargento Anderson da Silva Santos, de 41 anos, em Queimados, na Baixada Fluminense. De acordo com a Polícia Militar, ambos estavam de folga.

No ano passado foram 134 Policiais Militares assassinados.

 

05.01.2018

Mensagem no Whatsapp com link para consulta de saldo do FGTS é golpe!

O ano mal começou e um novo ataque virtual já teve mais de 600 mil cliques, de acordo com a ESET, empresa de detecção proativa de ameaças. A estratégia da fraude foi utilizada diversas vezes para atrair vítimas em 2017: o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). 

O golpe começa com uma mensagem que informa que quem trabalhou entre 1998 a 2016 com carteira assinada pode receber dois salários mínimos. Segundo a ESET, o comunicado contém um link onde supostamente é possível verificar a lista completa de beneficiados.

No entanto, ao clicar no link, ao invés de acessar uma lista de beneficiados, a vítima é redirecionada para uma página, em que deve preencher seus dados como nome, data de nascimento, estado e selecionar outras duas opções.

Já ao clicar no botão de download, a vítima é instruída a compartilhar a mensagem com cinco amigos no Whatsapp. De acordo com a ESET, para gerar uma aparência de veracidade da ação, os golpistas publicam falsos comentários de supostos usuários no Facebook.

Ao concluir os cinco compartilhamentos, a vítima é automaticamente redirecionada para diferentes URLs, chegando a uma página bastante duvidosa que promete vagas de emprego. 

“Mesmo já tendo terminado o prazo para o saque do FGTS inativo há mais de seis meses, o assunto continua sendo explorado. Isso indica que as principais formas de se proteger de golpes online são a informação e o bom senso. Sempre que receber algo que parece bom demais para ser verdade, desconfie e pesquise sobre antes de clicar”,reforça Camillo Di Jorge, Country Manager da ESET no Brasil.

Em nota, a Caixa Econômica Federal informou que não envia mensagens por e-mail ou WhatsApp sobre saques de benefícios sociais. O banco ainda ressaltou que disponibiliza em seu portal na internet e em suas agências (http://www.caixa.gov.br/atendimento), orientações de segurança com o objetivo de alertar seus clientes quanto ao risco de golpes, seja por e-mails spam, aplicativos, sites falsos ou telefone.

Fonte: O Dia.

 

03.01.2018

RJ recebe 83 milhões para renovação da frota da PM, garante Governador

De acordo com o Governador Luiz Fernando Pezão, o Rio de Janeiro tem 83 milhões liberados para renovar a frota da Polícia Militar. Segundo o Governador, parte dos recursos vieram do Governo Federal e do Detran. O Governador também disse que não há previsão para contratações de PMs que já foram aprovados em concurso, até que os salários dos servidores sejam quitados.

Clique aqui e leia a reportagem completa

 

03.01.2018

Bem vindo 2018!

Mais uma etapa concluída, mais um ano que se passou.

A Associação de Oficiais Militares deseja a todos os Associados, Funcionários, Colaboradores, PMs e BMs do Estado do Rio de Janeiro um 2018 repleto de paz, otimismo, amor, alegria, esperança, igualdade e grandes realizações!

Que seja ainda mais produtivo e compensador que o ano que passou e que traga consigo somente bons sentimentos.

Seja muito bem-vindo 2018!